Morre de covid-19 o ex-presidente suíço Flavio Cotti

·1 minuto de leitura
Flavio Cotti, em foto de 1998 durante seu segundo mandato como presidente da Suíça

O ex-presidente suíço Flavio Cotti, que também foi ministro das Relações Exteriores e do Interior do país, morreu nesta quarta-feira (16), aos 81 anos, de covid-19, informaram autoridades e meios de comunicação.

"Foi com grande tristeza que soube da morte de Flavio Cotti", reagiu no Twitter o chanceler suíço, Ignazio Cassis.

Segundo o jornal da região de Ticino, Cotti morreu na tarde desta quarta-feira em um hospital de Locarno "depois de complicações relacionadas com o coronavírus".

Ele era conhecido, sobretudo, por ter aproximado a Suíça de organizações internacionais, defendendo sua adesão à ONU, e pela defesa de Genebra como sede de instituições como a Organização Mundial do Comércio (OMC).

Jurista de formação, foi membro do partido democrata-cristão de Ticino e passou 12 anos no governo federal em Berna, entre 1987 e 1999. Foi presidente da Confederação Suíça em duas ocasiões, em 1991 e 1998. A Suíça tem um sistema de presidência rotativa anual entre os membros do governo federal.

nl/pvh/lb/avz/mis/erl/mvv