Morre Dona Lia do Coco, mestra de ciranda e do coco de roda, aos 73 anos

·1 minuto de leitura

RIO - Um dos maiores ícones da música popular brasileira, a cirandeira Dona Lia do Coco morreu nesta segunda-feira, aos 73 anos. A morte da cantora que embalou rodas de ciranda e de coco em todo o país foi confirmada nesta terça-feira pela Câmara Municipal de Igarassu e também nas redes sociais da artista. O corpo foi velado no Sítio Histórico de Igarassu ontem e a causa da morte não foi revelada.

“Quando eu morrer, minha voz fica no ar. Quando se lembrar de mim, bote o CD para tocar”, diz a frase divulgada na página oficial de Dona Lia do Coco em uma publicação de confirmação do falecimento da artista.

Lia do Coco nasceu em Goiana, na Zona da Mata de Pernambuco, msa era idolatrada pelo município de Igarassu, onde foi velada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos