Morre Gabriel Mário Rodrigues, criador do curso superior de Turismo no Brasil

O Globo
·2 minuto de leitura
Divulgação

RIO - Morreu neste sábado o professor Gabriel Mário Rodrigues, aos 88 anos. Ele foi um importante ator do setor da educação superior privada no Brasil atuando por mais de 50 anos em grupos como Universidade Anhembi Morumbi, Anhanguera Educacional, Cogna Educação e Kroton Educacional, além de entidades representativas do setor.

Rodrigues morreu por volta das 23h, em São Paulo, em decorrência de câncer nas vias biliares. Ele foi sepultamento neste domingo, no cemitério Horto da Paz, em Itapecirica da Serra (SP). Deixa esposa, três filhas, oito netos e três bisnetos.

Gabriel Mário Rodrigues nasceu em 29 de maio de 1932, em São Paulo (SP). Graduou-se em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura Mackenzie em 1955 e especializou-se em Comunicação Empresarial cinco anos depois. Na década de 1950, incorporou sozinho e construiu o edifício residencial Baturité, localizado no bairro de Perdizes, na capital paulista. Uma vez no ramo da educação no fim de 1960, voltou a incorporar, dessa vez prédios educacionais, e, recentemente, em projetos residenciais.

Foi responsável pela Fiscalização de Obras e Serviços Públicos do Estado de São Paulo (DOP) e Assessoria de Comunicação do órgão entre 1968 e 1971. Criador e Organizador do primeiro curso superior de Turismo do Brasil em 1971 pela Faculdade de Turismo do Morumbi, mantida pela Organização Bandeirante de Tecnologia e Cultura (OBTC), da qual foi presidente entre os anos de 1969 e 1978.

Ainda foi fundador e diretor da Faculdade Anhembi Morumbi de 1971 a 1997, reitor da Universidade Anhembi Morumbi, de 1997 e 2013, mantidas pelo ISCP Sociedade Educacional, que presidiu de 1979 a 2013.

Também ocupou a presidência do Projeto Ancora pelos Direitos da Criança, Adolescente e Idoso entre 2009 e 2012, membro do Conselho da Associação Viva o Centro entre 2005 e 2013, membro Titular do Conselho Curador e Membro Titular das Entidades Representativas da Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular (Funadesp) de 2005 a 2009.

Atualmente era presidente do conselho de administração da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), entidade de que foi diretor presidente de 2004 a 2016 e vice-presidente entre 1992 e 2004. Coordenador do Comitê de Fundadores da Cogna Educação, tendo sido antes presidente do Conselho de Administração da empresa nos mandatos de 2014 a 2017 e presidente do Conselho de Administração da Anhanguera Educacional S/A entre 2013 e 2014 e vice-presidente entre 2017 e 2019.

Segundo a ABMES, Gabriel Mario Rodrigues “foi um homem à frente do seu tempo e inquieto em suas ideias, valores, propostas e preocupações em relação ao universo educacional. Um amante do ensino virtual e das novas tecnologias”.

— Ele foi um educador visionário, capaz de transformar sonhos em realidade. Deixa um legado que inspirará a todos nós, empreendedores educacionais brasileiros — afirmou Celso Niskier, diretor presidente da ABMES.