Morre homem atropelado por padre após furto em igreja no interior de SP

Morreu na manhã desta quarta-feira Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 42 anos. Ele foi atropelado por um carro conduzido pelo padre Gustavo Trindade dos Santos após supostamente ter cometido furtos em uma paróquia de Santa Cruz do Rio Pardo, interior de São Paulo, em maio deste ano. Ângelo estava internado na Unidade de terapia intensiva (UTI) da Santa Casa Misericórdia, na mesma região.

‘Ele agiu como um cidadão de bem', diz advogado de padre que atropelou homem em SP

Arrependido: Padre que atropelou suspeito de furto em SP diz que está 'consternado'

Segundo a advogada de defesa Melina Scucuglia é necessário aguardar o laudo do Instituto Médico Legal para dar continuidade ao processo. Ela destaca ainda que o Padre deve responder pelo crime de homicídio.

— A causa da morte ainda não foi atestada porque o corpo foi para o IML para fazer o laudo necroscópico. Somente com a chegada do laudo que a gente vai ter andamento processual. Vai mudar a tipificação do crime, que não é mais uma tentativa de homicídio e sim, um homicídio consumado — afirma a advogada.

Imagens feitas por uma câmera de segurança mostram o momento em que o carro atinge a vítima e a arremessa em um imóvel da região. Em seguida, o condutor dá ré e vai embora. De acordo com a polícia, que atendeu a dois chamados de ocorrência no local, um sobre a tentativa de furto e outro sobre o atropelamento, o veículo pertence à Paróquia São Sebastião de Santa Cruz do Rio Pardo, comandada pelo frei Gustavo.

No documento apresentado pela advogada de Ângelo Nogueira à Justiça detalha que a vítima foi arremessada contra um portão de uma garagem, que foi derrubado com a força da batida, e imprensado entre as ferragens de um outro veículo estacionado. Os detalhes do violento atropelamento constam no pedido de prisão preventiva do religioso por tentativa de homicídio qualificado, que foi indeferido. Ângelo teve perda de massa encefálica, foi submetida a uma cirurgia no fêmur e ficou internado em estado grave. No mês passado, o Ministério Público de São Paulo recebeu o inquérito concluído pela Polícia Civil.

Padre diz que está 'consternado e arrependido'

Por meio das redes sociais da Diocese de Ourinhos, o padre Gustavo Trindade dos Santos, de 37 anos, se manifestou e afirmou que está "profundamente consternado e arrependido". O religioso foi afastado de suas atividades na igreja.

"Informamos que frei Gustavo se encontra profundamente consternado e arrependido pelo trágico desfecho e conclama a todos os fiéis por orações pela vida do sr. Ângelo Nogueira, que está em recuperação da UTI da Santa Casa da cidade", diz a nota assinada pelo frei André Luís Tavares, provincial dos Frades Dominicanos do Brasil, e pelo dom Eduardo Vieira dos Santos, Bispo de Ourinhos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos