Morre no hospital quarta vítima do atentado de Londres

Londres, 23 mar (EFE).- Um homem de 75 anos que ficou ferido no atentado de ontem perto do Parlamento do Reino Unido faleceu nesta quinta-feira no hospital onde estava internado, informou a polícia, o que eleva para quatro o número de mortes em decorrência do ataque, sem contar a do próprio autor.

A vítima "estava recebendo tratamento médico no hospital após o ataque, mas teve o suporte vital retirado nesta noite", informou um porta-voz da Scotland Yard.

As outras três pessoas que foram assassinadas ontem são o policial britânico Keith Palmer, de 48 anos, a professora britânica Aysha Frade, de 43, e o turista americano Kurt Cochran, de 54.

A Polícia de Londres havia informado à tarde que sete dos 29 feridos no atentado continuavam em estado grave, dois deles em situação crítica.

As forças de segurança identificaram o autor do atentado como Khalid Masood, de 52 anos, um britânico que contava com antecedentes por crimes comuns. Ele avançou com um veículo sobre a multidão que caminhava pela ponte de Westminster e depois esfaqueou um dos policiais que faziam a segurança do edifício sede do Parlamento, antes de ser morto a tiros por outros agentes. EFE