Morre Mikhail Gorbachev, o homem que pôs fim ao império soviético

Gorbachev
Gorbachev foi responsável pelas políticas de abertura e reestruturação econômica da URSS, a Glasnost e a Perestroika

Mikhail Gorbachev, o último líder da União Soviética (URSS), morreu na terça-feira (30/08) aos 91 anos em Moscou. De acordo com o Hospital Clínico Central da capital russa, ele foi vitimado por por uma prolongada doença.

Gorbachev é considerado o responsável pelas reformas de abertura política e econômica que levaram à desintegração da URSS e do modelo socialista, com políticas como Perestroika (reestruturação econômica) e Glasnost (abertura política).

O processo levou Moscou a relaxar seu poder sobre as então repúblicas soviéticas, processo que culminou com a reunificação da Alemanha, em 1990, a dissolução da URSS e o fim da Guerra Fria. Mas muitos na Rússia o culparam pela profunda crise econômica ocorrida com o colapso soviético.

Ascensão

Mikhail Sergeyevich Gorbachev nasceu em 2 de março de 1931 na Província de Stravropol Krai, no sul da Rússia. Filho de camponeses, ele se tornou ativo no Partido Comunista e estudou Direito na Universidade de Moscou. Foi lá que ele conheceu sua futura esposa, Raisa Titarenko. O casal teve uma filha, Irina.

De volta à sua região, Gorbachev trabalhou como oficial do Partido Comunista. Estudou Agricultura e começou a subir nas fileiras após ganhar fama como modernizador e reformador regional.

Logo seria convocado por Moscou para trabalhar no comitê central de Agricultura. Sob a orientação de altos funcionários do Partido Comunista, Gorbachev foi rapidamente promovido ao comitê executivo da União Soviética, o Politburo.

Na década de 1980, a economia soviética precisava de uma reforma drástica. Em 1985, depois que três líderes idosos morreram em rápida sucessão, Gorbachev, um protegido do ex-líder soviético Yuri Andropov, foi nomeado secretário-geral e chefe da União Soviética. Aos 54 anos, ele era um dos líderes mais jovens e era visto como alguém que poderia sanear o decrépito sistema soviético.

Governo

Gorbachev articulava esforços para revitalizar a União Soviética com dois planos: Perestroika (reconstrução e reestruturação) e Glasnost (abertura e liberdade de expressão). Ao relaxar a burocracia e a censura, Gorbachev esperava transformar o regime soviético stalinista em uma social-democracia mais moderna. Embora a Glasnost fosse amplamente celebrada, suas tentativas de reestruturar a economia soviética fracassaram.Gorbachev viu que grandes somas de dinheiro estavam sendo despejadas nas Forças Armadas para acompanhar o avanço militar dos Estados Unidos. Para tentar liberar esse dinheiro para outros usos, buscou construir um relacionamento mais amigável com o Ocidente.

Gorbachev e o então presidente americano Ronald Reagan assinam tratado nuclear em 1987
Gorbachev e o então presidente americano Ronald Reagan assinam tratado nuclear em 1987

Em uma série de cúpulas de alto nível, Gorbachev se encontrou com o presidente americano Ronald Reagan (1911-2004). Os dois homens fizeram importantes acordos de desarmamento nuclear. O degelo nas relações sinalizou efetivamente o fim da Guerra Fria.Inspirados pela Glasnost e diante da recusa de Gorbachev em usar o poder militar, várias nações do Pacto de Varsóvia e repúblicas soviéticas declararam suas intenções de se libertar do regime comunista. No final de seu mandato, o Muro de Berlim foi derrubado, e grandes repúblicas como Ucrânia, Bielorrússia e Lituânia declararam sua independência.

Queda

Em 1991, os reacionários linha-dura do Partido Comunista, temendo o colapso da União Soviética, tentaram remover Gorbachev do poder. Preso em sua casa de férias na Crimeia, Gorbachev ouviu no rádio enquanto militares tentavam tomar o controle do Parlamento russo.

Frustrado pelos esforços do presidente Boris Yeltsin e por protestos em massa, o golpe fracassou. Gorbachev voltou a Moscou, mas logo percebeu que o apoio popular havia sido transferido para Yeltsin.Após o golpe fracassado, Yeltsin desferiu dois golpes que efetivamente acabaram com a União Soviética - e, no processo, com a carreira de Gorbachev. Primeiro, como presidente da Rússia, proibiu todas as atividades do Partido Comunista em solo russo.

Em segundo lugar, juntamente com os presidentes da Ucrânia e da Bielorrússia, assinou um tratado para criar uma nova comunidade de repúblicas. Sem essas nações-chave, a União Soviética estava extinta. Gorbachev reconheceu o inevitável e renunciou.Depois de formar vários novos partidos e não conseguir apoio, a carreira política de Gorbachev acabou. Na aposentadoria, ele criou a Fundação Gorbachev - um centro de estudos responsável por pesquisar as políticas públicas russas.

Reações à morte

Gorbachev será enterrado no cemitério Novodevichy, em Moscou, ao lado da sepultura de sua esposa, Raisa, que morreu em 1999.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que o "presidente Putin expressa profundas condolências pela morte de Mikhail Gorbachev".

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, divulgou uma nota afirmando que Gorbachev foi "um tipo único de homem de Estado a mudar o curso da história".

"Ele fez mais do que qualquer indivíduo para dar um final pacífico à Guerra Fria", diz a nota assinada por Guterres.

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!