Morre o artista plástico Tatti Moreno; velório é nesta quinta-feira

Morreu na última quarta-feira, em Salvador, o artista plástico baiano Tatti Moreno, aos 77 anos. As causas da morte não foram informadas pela família. O velório está marcado para esta quinta-feira, no cemitério Jardim da Saudade, a partir das 11h30m.

Uma das maiores obras de Tatti, apelido de Octavio de Castro Moreno Filho, eram as doze esculturas de orixás flutuantes no Dique do Tororó, em Salvador, instaladas em 1998. Ele trabalhou por mais de dez anos nesse projeto. Ainda em Salvador, eram dele as esculturas dos escritores Jorge Amado e Zélia Gattai, no bairro do Rio Vermelho.

Van Gogh: Autorretrato inédito do artista é descoberto atrás de outra pintura na Escócia

Pesquisador português descobre poema inédito de Luís de Camões em biblioteca

O artista também tem obras em outras cidades do país como Brasília, no lago Paranoá, e São Paulo, nos jardins da estação Tucuruvi.

Autoridades da Bahia lamentaram a morte de Tatti. O governador da Bahia, Rui Costa, decretou um dia de luto no estado. ""Recebo, com tristeza, a notícia da morte do artista plástico e escultor Tatti Moreno. A Bahia perde um de seus importantes talentos. Ficam a obra e a gratidão por representar e divulgar tão bem o nosso Estado. Meus sentimentos à família e aos amigos. Está decretado luto oficial de 1 dia", disse Rui.

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, também divulgou uma nota: ""Hoje a Bahia perdeu um dos maiores artistas plásticos da história. As Obras de Tatti Moreno estão em vários cantos do mundo e de Salvador. Dos orixás do Dique até a escultura de Jorge e Zélia no Rio Vermelho, conseguimos perceber a essência do trabalho desse grande artista".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos