Morre o empresário João de Castro Marques, que priorizou a companhia da família e a saúde dos clientes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O empresário João de Castro Marques era um homem apaixonado pelo progresso. Ao falar de seus planos para a farmacêutica Cimed, uma das maiores do setor no Brasil, da qual foi fundador, sempre se emocionava.

João nasceu em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, em 27 de maio de 1948. Seu pai trabalhava como propagandista farmacêutico. João, o acompanhando nos negócios, desenvolveu gosto pelo ramo.

Cuidar das pessoas sempre foi importante para o empresário. Não só através de medicamentos. Desenvolveu o sentimento de empatia ainda cedo, quando zelava pela mãe que definhava por artrite reumatoide, doença inflamatória crônica que pode afetar várias articulações.

Em meados da década de 1960, João, já na cidade de São Paulo, onde passou grande parte da vida, conheceu Cláudia, seu grande e eterno amor, como não se cansava de repetir.

Logo começaram a namorar, mas ele e sua família tiveram que se mudar para Uberlândia, no triângulo mineiro. Mesmo com a distância, o namoro prosperou. Sempre que podia, João embarcava para se encontrar com Cláudia.

Trabalhando desde a adolescência, João, em 1966, resolveu dar uma pausa e se aventurar na Europa.

Quando voltou ao Brasil, em 1967, reencontrou Cláudia. O amor ainda era o mesmo e os dois resolveram construir uma vida juntos. Eles se casaram em 1970 e só se distanciaram fisicamente com a morte dela, em 2010.

Após administrar alguns negócios, João fundou sua companhia farmacêutica, a Cimed, em 1977. Sempre a imaginou como uma empresa familiar e fez de tudo para que seus filhos, Karla, Mariana e João Adibe, participassem de todos os processos do negócio.

Os filhos terem assimilado alguns dos seus valores era um prêmio para João. Ele se se sentia muito feliz ao ver a união da família e sempre reiterava ter orgulho de suas eternas crianças.

"Nada do que escreva aqui vai traduzir o meu profundo sentimento de gratidão a esse homem, meu amor e nem o tamanho da minha saudade. Pai, eu te amo e te levo vivo em mim, em meu coração para sempre. Muito obrigado por tudo", declarou seu filho e atual comandante dos negócios da família, João Adibe.

João de Castro Marques morreu na manhã do último sábado (29), aos 74 anos, após uma parada cardiorrespiratória. Ele estava em sua cama. O empresário deixa três filhos e dez netos.