Morre o líder palestino Ahmad Jibril aos 83 anos

·1 minuto de leitura
O fundador da Frente Popular para a Libertação da Palestina - Comando Geral (FPLP-CG), Ahmad Jibril, em foto em Damasco em 2001

Ahmad Jibril, um veterano líder palestino, morreu nesta quarta-feira (7) em Damasco, aos 83 anos, informou seu filho.

"Morreu de causas naturais após sofrer uma doença", declarou Bader Jibril.

Ahmad Jibril era um dos fundadores da Frente Popular para a Libertação da Palestina - Comando Geral (FPLP-CG).

A FPLP-CG anunciou sua morte e dois de seus amigos confirmaram à AFP que o líder havia falecido em um hospital da capital síria.

Jibril fundou A FPLP-CG em 1968, depois de abandonar a Frente Popular para a Libertação da Palestina, e era conhecido pela sua oposição a qualquer negociação entre os palestinos e Israel.

Após o início do conflito na Síria, em 2011, seu grupo - como também fez o Hebzollah libanês - apoiou firmemente o governo do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Depois que extremistas e rebeldes se apoderaram de parte do campo palestino de Yarmuk, nos arredores de Damasco, em 2012, o ramo armado da FPLP-CG lutou junto às forças do governo sírio para enfrentá-los.

O grupo é considerado "organização terrorista" pelos Estados Unidos e pela União Europeia.

A FPLP-CG é suspeita do atentado contra o voo Swissair SR330 de fevereiro de 1970 e de vários ataques contra civis israelenses.

O primogênito de Ahmad Jibril, Jihad, morreu em 2002 em Beirute, vítima de um atentado contra seu carro.

Um oficial libanês foi condenado por colaborar com Israel, entre outros motivos, por ter participado desse assassinato.

mam/rh-lar/pjm/jvb/mb/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos