Morre o poeta e crítico literário Fernando Py, aos 84 anos

RIO — O poeta e crítico literário Fernando Py morreu na madrugada desta quinta-feira (21), aos 84 anos, vítima de insuficiência respiratória e pneumonia. Ele foi internado na noite de quarta (20), no Hospital Santa Teresa, em Petrópolis, segundo informações do jornal "Tribuna de Petrópolis", onde ele atuava como colunista. De acordo com a publicação, foi feito exame de Covid-19, cujo resultado deve sair entre cinco e sete dias. O corpo será cremado no Memorial do Carmo, no Rio, nesta sexta-feira (22). Ele deixa três filhos e quatro netos.

Nascido no Rio em 1935 e radicado na cidade serrana desde desde 1967, Fernando Py era membro das academias Petropolitana de Letras e Brasileira de Poesia. Assinou livros de contos e poesias, publicações científicas em outras línguas e traduções de romances.

Em 2011, a Ibis Libris Editora publicou "Confissão geral: poemas reunidos (1959-2009)" (336 páginas), uma coletânea de sua obra poética que, no ano de seu lançamento, ganhou prêmio de melhor livro de poesia.

No site da editora, diz que "sua poesia já foi publicada em diversas antologias nacionais e no exterior, e está traduzida para o espanhol, francês, inglês, italiano e alemão". Grande parte da sua obra está disponível para venda no site da Livraria da Travessa.