Morre Oscar, o cachorro mais viajado do mundo

Morreu na última sexta-feira (11) o cachorro Oscar, conhecido como “cachorro viajante” por ter passado por 36 países ao lado de sua dona, a professora de golfe Joanne Lefson. O canino, que tem uma página no Facebook, foi atropelado por um carro na Califórnia, Estados Unidos.

Leia também:
Crustáceos, como caranguejos e lagostas, sentem dor, revela estudo
Animal com intestino em 'U' muda árvore evolutiva de espécies marinhas
Supergene sustenta comportamento social da formiga-de-fogo


A intenção das viagens era divulgar um movimento mundial pela adoção de animais e arrecadar dinheiro para uma organização de proteção aos mesmos. A “graça” da campanha protagonizada por Oscar é justamente mostrar os lugares pelos quais ele já passou.

O vira-lata foi adotado em 2004, na Cidade do Cabo, na África do Sul, e em 2009 fez uma viagem ao redor do mundo. O cãozinho conviveu com leões selvagens no Quênia, conheceu o maior gato do mundo no Cairo, o personagem Pluto na Disneylândia, caminhou pela Muralha da China e também esteve em terras tupiniquins, onde participou de uma pescaria de piranhas no Rio Amazonas.

As aventuras da viagem deram origem a um livro em 2011, de autoria de Joanne, que escreveu esta semana uma homenagem ao cão: "Não acredito que você se foi, mas suas memórias vão continuar em mim para sempre, e seu coração vai continuar batendo através dos incontáveis cães que tiveram uma segunda chance como um resultado direto do seu bom exemplo e sua vida inspiradora".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos