Morre Rainha Elizabeth 2ª: veja declarações de políticos e autoridades internacionais

Morre Rainha Elizabeth 2ª: veja declarações de políticos e autoridades internacionais. Foto: AFP.
Morre Rainha Elizabeth 2ª: veja declarações de políticos e autoridades internacionais. Foto: AFP.

A morte da Rainha Elizabeth II do Reino Unido, aos 96 anos, na Escócia, ganhou repercussão mundial. Líderes internacionais já estão emitindo notas de pesar e lamentam o falecimento da monarca.

A informação foi confirmada pelo Palácio de Buckingham nesta quinta-feira. Há mais de 70 anos como soberana de 15 Estados Independentes e chefe de um grupo de 53 nações, a monarca entrou para a história como a mais longeva, e influente, do mundo.

Veja abaixo as declarações de políticos e líderes internacionais:

Emmanuel Macron, presidente da França

"Sua Majestade a Rainha Elizabeth II incorporou a continuidade e a unidade da nação britânica por mais de 70 anos. Lembro-me dela como uma amiga da França, uma rainha de bom coração que deixou uma impressão duradoura em seu país e em seu século", escreveu o mandatário no Twitter.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela

A República Bolivariana da Venezuela lamenta a morte da rainha Elizabeth II da Inglaterra, monarca britânica. Expressamos nossas condolências à família real, ao Reino Unido e ao povo britânico. Paz para sua alma!

Joe Biden, presidente dos EUA

O presidente lamentou a morte de Elizabeth II via nota pela Casa Branca. Ele recordou que conheceu a rainha em 1982, quando era senador.

"Não foi apenas uma monarca, definiu uma era. Era de avanço humano e dignidade humana, (...) Aguentou períodos de privações ao lado do povo britânico. Foi uma estadista de dignidade e aprofundou alianças entre o Reino Unido e os EUA".

Mark Rutte, primeiro-ministro da Holanda

O primeiro-ministro da Holanda lamentou a morte de Elizabeth II em sua conta do Twitter:

"A Holanda recorda a Rainha Elizabeth II do Reino Unido com o mais profundo respeito.

Durante seu reinado excepcionalmente longo, ela foi um farol de calma e estabilidade para seu país e para o mundo, mesmo nos momentos de maior reviravolta histórica.

A rainha Elizabeth combinou um forte senso de dever e determinação inabalável com um toque leve e senso de humor. A maneira característica com que ela desempenhava suas pesadas responsabilidades causava uma profunda impressão em todos que a conheciam.

Hoje nossos pensamentos estão em primeiro lugar com seus filhos e netos. Em nome do governo holandês, transmiti nossas mais profundas condolências ao primeiro-ministro Truss".

Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia

Narendra Modi relembrou, via Twitter, dois encontros com a monarca. Em uma das reuniões, a Rainha teria mostrado ao primeiro-ministro da Índia um lenço que Mahatma Gandhi lhe deu de presente.

"Sua Majestade, a Rainha Elizabeth II, será lembrada como um dos pilares do nosso tempo. Ela forneceu liderança inspiradora para sua nação e povo. Ela personificava dignidade e decência na vida pública. Dolorido por sua morte. Meus pensamentos estão com sua família e o povo do Reino Unido nesta hora triste."

"Tive encontros memoráveis com Sua Majestade a Rainha Elizabeth II durante minhas visitas ao Reino Unido em 2015 e 2018. Nunca esquecerei seu calor e gentileza. Durante uma das reuniões, ela me mostrou o lenço que Mahatma Gandhi lhe deu de presente em seu casamento. Sempre guardarei esse gesto", escreveu.

Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá

Justin Trudeau também se manifestou via Twitter.

"Meus pensamentos e os pensamentos dos canadenses em todo o país estão com Sua Majestade a rainha Elizabeth 2ª neste momento", escreveu.

Michael Higgins, presidente da Irlanda

"É com profundo pesar e profunda tristeza pessoal que tomei conhecimento do falecimento de Sua Majestade a Rainha Elizabeth II.

Em nome do povo da Irlanda, gostaria de expressar minha sincera solidariedade a Sua Majestade o Rei e à Família Real por sua grande perda pessoal. Posso oferecer minhas mais profundas condolências ao povo britânico e aos membros da Commonwealth pela perda de um Chefe de Estado único, comprometido e profundamente respeitado.

Sua Majestade serviu ao povo britânico com dignidade excepcional. Seu compromisso pessoal com seu papel e extraordinário senso de dever foram as marcas de seu período como rainha, que ocupará um lugar único na história britânica.

Seu reinado de 70 anos abrangeu períodos de enorme mudança, durante os quais ela representou uma notável fonte de segurança para o povo britânico. Esta foi uma garantia baseada em um realismo do significado dos eventos presentes, em vez de qualquer concepção estreita da história. Isso foi tão bem refletido por uma notável generosidade de espírito que ajudou a promover um relacionamento mais inclusivo tanto com o próprio povo britânico quanto com aqueles com quem seu país vivenciou uma história complexa e muitas vezes difícil.

Como Presidente da Irlanda, recordo a excepcional hospitalidade concedida a mim e a Sabina pela Rainha e pelo falecido Príncipe Philip na nossa visita de Estado de quatro dias à Grã-Bretanha em 2014. Juntos celebrámos a interligação profundamente pessoal entre o povo irlandês e britânico, uma ligação encarnada pelas centenas de milhares de famílias que se deslocaram entre as nossas costas ao longo dos séculos.

Enquanto oferecemos nossas condolências a todos os nossos vizinhos no Reino Unido, após a perda de um amigo notável da Irlanda, lembramos o papel que a Rainha Elizabeth desempenhou na celebração da amizade calorosa e duradoura e seu grande impacto nos laços de compreensão mútua, entre nossos dois povos. Ela fará muita falta."

Karl Nehammer, chanceler da Austria

Com a morte de #QueenElisabeth II., uma personalidade histórica nossa chega ao fim e com ela uma era de 70 anos em que ela representou a estabilidade ao longo das décadas até hoje. Minhas mais profundas condolências à família e ao povo do Reino Unido

António Guterres, secretário-geral da ONU

"Estou profundamente triste com o falecimento de Sua Majestade a Rainha Elizabeth II, Rainha do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte.

Estendo minhas sinceras condolências à sua família enlutada, ao governo e ao povo do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte e à Comunidade das Nações em geral.

Como a chefe de Estado mais longeva e reinante do Reino Unido, a rainha Elizabeth II era amplamente admirada por sua graça, dignidade e dedicação em todo o mundo. Ela foi uma presença tranquilizadora ao longo de décadas de mudanças radicais, incluindo a descolonização da África e da Ásia e a evolução da Commonwealth".

Com informações do G1.