Morre Ray Cordeiro, 'DJ com a carreira mais longeva do mundo', aos 98 anos

Morreu em Hong Kong na última sexta-feira, aos 98 anos, Ray Cordeiro, o "DJ com a carreira mais longeva do mundo", segundo o título que lhe foi concedido pelo Livro dos Recordes, em 2000. A causa da morte não foi divulgada, mas, segundo o jornal "South China Morning Post", ele morreu cercado da família.

Reinaldo Maria Cordeiro, conhecido como Tio Ray (Uncle Ray), nasceu em Hong Kong em 1924, quinto dos seis filhos de uma família de origem portuguesa. Foi carcereiro e bancário antes de iniciar a carreira de radialista em 1949 na Rádio Rediffusion. Em 1960, foi para a Rádio Hong Kong, que mais tarde se tornou a atual RTHK e lá se manteve até maio de 2021. Por isso, já no 2000, ele entrou para o Livro dos Recordes como o "DJ com a carreira mais duradoura do mundo".

Ray teve a oportunidade de receber, em seu programa de rádio para entrevistas, os Beatles, os Bee Gees, Ella Fitzgerald e Frank Sinatra, entre outros astros do século XX.

Depois de trabalhar como guarda de prisão e empregado de banco, interessou-se pela música, animando seu primeiro programa "Progressive Jazz", na Radio Rediffusion, em 1949.

Cordeiro se deu a conhecer na década de 1960 com programas para a rede pública de Hong Kong, RTHK, que produziram um grande sucesso entre os adolescentes.

Seu programa noturno "All The Way With Ray", lançado em 1970, se converteu no programa de rádio mais antigo da emissora.

"Pude ser tudo o que quero ser, e fazer tudo o que quero fazer", declarou no RTHK quando se aposentou em 2021.

"Cuando comparto buena música con mis aficionados estoy en mi elemento. Me niego a think en un mundo sin música", escreveu em sua autobiografia.