Morre, vítima da covid-19 aos 41 anos, o ator Nick Cordero

Josie Harvey
·2 minuto de leitura

O ator da Broadway Nick Cordero morreu de complicações relacionadas à covid-19 após uma batalha contra o vírus que durou mais de 90 dias.

“Deus tem outro anjo no céu agora”, escreveu sua esposa Amanda Kloots uma postagem em sua conta no Instagram publicada na noite de domingo (5). “Meu querido marido faleceu esta manhã. Ele estava cercado de amor por sua família, cantando e orando enquanto deixava gentilmente esta terra.”

O caso de Cordero - que foi indicado ao Tony Award em 2014 por sua atuação em Tiros na Broadway - ficou conhecido mundialmente por sua longa e dolorosa batalha contra o coronavírus.

Internado desde março no Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, Cordero teve sua perna direita amputada em por causa de coágulos sanguíneos. Ele também sofreu um choque séptico, dois pequenos derrames, teve de usar um marca-passo temporário em seu coração e fazer hemodiálise diariamente, pois seus rins também tinham sido atingidos.

“Estou incrédula e magoada. Meu coração está partido porque eu não consigo imaginar nossas vidas sem ele. Nick era uma luz tão brilhante. Ele era amigo de todos, adorava ouvir, ajudar e principalmente conversar. Ele era um ator e músico incrível. Ele amava sua família e adorava ser pai e marido. Elvis e eu sentiremos sua falta em tudo o que fazemos todos os dias”, acrescentou Kloots em sua mensagem.

O filho de Cordero, Elvis Eduardo, tem 1 ano.

Kloots também agradeceu ao “médico extraordinário” de Cordero, Dr. David Ng, que ela chamou de “gentil, compassivo, assertivo e sempre ansioso para ouvir minhas idéias malucas ou chamar outro médico para mim para uma segunda opinião.”

Ela também agradeceu a todos os que contribuíram para com “amor, apoio e ajuda que recebemos nos últimos 95 dias”.

“Vocês não têm idéia do quanto elevavam meu ânimo todos os dias enquanto o mundo...

Continue a ler no HuffPost