Morre Winter, golfinho deficiente que inspirou filme por aprender a nadar com prótese

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Winter, o golfinho fêmea que teve a cauda amputada, aprendeu a nadar com uma prótese e teve a sua história transformada em filme, morreu na quinta (11), segundo informou o aquário Clearwater Marine, onde ele residia na Flórida.

"Enquanto estamos com o coração partido pela morte de Winter, nos consolamos em saber que nossa, equipe fez todo o possível para dar a ela a melhor chance de sobrevivência. Trabalhamos com especialistas em mamíferos marinhos e especialistas de todo o país para proporcionar-lhe os melhores cuidados disponíveis", disse a veterinária Shelly Marquardt em comunicado publicado nas redes sociais do aquário.

Em dezembro de 2006, quando era apenas um filhote, Winter apareceu em uma praia da cidade de Clearwater, presa em uma rede para pegar caranguejos. Levada ao hospital marinho e aquário da cidade, Winter estava bem debilitada e sua cauda teve de ser amputada para que ela sobrevivesse.

Winter aprendeu a nadar sem a cauda, o que acabou prejudicando sua coluna. Foi aí que o golfinho fêmea ganhou as manchetes do mundo como o primeiro animal marinho a ganhar uma prótese.

A história virou o filme "Winter, o Golfinho", que estreou em 2011, com os atores Harry Connick Jr. e Ashley Judd. O longa teve uma continuação em 2014, "Winter, O Golfinho 2".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos