Morrem 4 soldados turcos em supostas armadilhas da guerrilha curda

Ancara, 25 abr (EFE).- As explosões de duas bombas nesta terça-feira, que supostamente foram colocadas pela guerrilha do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, sigla em curdo) no sudeste da Turquia, causaram a morte de quatro soldados do país e deixaram outros três feridos.

Dois militares ficaram feridos e morreram no hospital depois da explosão de um artefato colocado na beira de uma estrada na província de Sirnak, por onde os agentes realizavam uma patrulha, informou o jornal "Hürriyet", que atribuiu o ataque ao PKK.

Outros dois soldados morreram e três ficaram feridos depois de uma segunda explosão na província de Kars, também no sudeste do país.

O exército turco mobilizou forças adicionais nas regiões dos ataques para tentar localizar os guerrilheiros que supostamente colocaram os artefatos. EFE