Morreu a coreógrafa americana Trisha Brown

(2006) A coreógrafa americana Trisha Brown

A coreógrafa americana Trisha Brown, grande figura da dança contemporânea, morreu no último sábado, no Texas, aos 80 anos, anunciou nesta segunda-feira a companhia que leva seu nome.

"Com imensa tristeza que anunciamos que a artista Trisha Brown, nascida em 1936, faleceu em 18 de março em San Antonio, Texas, ao final de uma longa doença", escreveu em um comunicado postado no Twitter a Trisha Brown Dance Company.

Sua companhia a descreve como "uma das coreógrafas mais aclamadas e influentes da sua época", cujo trabalho "vanguardista mudou para sempre a paisagem artística".

Nascida em Aberdeen, no estado de Washington, se formou na faculdade de dança Mills College em 1958 e chegou a Nova York em 1961.

Aluna de Anna Halprin, participou em oficinas de coreografia de Robert Dunn, em um espírito de "criatividade interdisciplinar", marca da cidade de Nova York nos anos 1960.

Em 1970, fundou sua própria companhia, através da qual explorou, durante 40 anos, todas as vias da dança contemporânea, com ênfase na improvisação e na experimentação.

Uma das suas grandes conquistas foi introduzir a dança nos museus. Também pintava e desenhava, e expôs suas obras em várias ocasiões.

Trisha Brown criou mais de 100 coreografias e seis óperas, antes de abandonar os palcos como dançarina em 2008.

Sua morte acontece meses depois da do seu marido, o videoartista Burt Barr, que faleceu em 7 de novembro. Ela deixa um filho e quatro netos.