Morreu o estilista Josephus Thimister, ex-diretor artístico da Balenciaga

(2010) O estilista holandês Josephus Thimister

O estilista holandês Josephus Thimister, ex-diretor artístico da Balenciaga, morreu, aos 57 anos, anunciou nesta quarta-feira a Federação francesa da Alta-Costura e da Moda.

Josephus Thimister dirigiu a Balenciaga entre 1991 e 1997, antes de criar sua própria maison de alta costura, prêt-à-porter, sapatos e acessórios, a "Thimister Paris".

Segundo o dicionário internacional da moda, o estilista contribuiu "por seu estilo minimalista e seu grande domínio da modelagem para modernizar a imagem da Balenciaga", antes de ser sucedido por Nicolas Ghesquière.

A Federação da Alta Costura e da Moda lamentou em um comunicado a morte de Josephus Thimister "cujo estilo vanguardista, elegância e domínio da modelagem contribuíram, durante anos, para o impulso criativo parisiense".

As causas e o lugar de sua morte não foram comunicados.

Durante seu quarto desfile parisiense, em 2010, o criador holandês marcou a coleção unissex com as cores vermelho, cáqui e cru, inspirada na Primeira Guerra Mundial.

Nascido em 16 de setembro de 1962, formado pela Universidade de Cambridge e pela Academia Real de Belas Artes de Anvers, Josephus Thimister estreiou com Karl Lagerfeld como assistente na coleção masculina.

Depois se uniu à maison Jean Patou, antes de assumir em 1991 a direção artística da Balenciaga para o prêt-à-porter e os acessórios.

De 1998 a 2001, foi igualmente diretor artístico da marca italiana Genny. Em 2006, sucedeu o estilista inglês Patrick Cox na direção artística de sapatos da marca Charles Jourdan. Também trabalhou para numerosas marcas de prêt-à-porter como consultor.