Morreu o renomado arquiteto Paulo Mendes da Rocha

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Vista do Museu da Língua Portuguesa, parcialmente destruído por um incêndio há um ano

O brasileiro Paulo Mendes da Rocha, premiado em 2006 com o Pritzker, equivalente a um Nobel de arquitetura, morreu neste domingo, aos 92 anos, anunciou sua família.

Foi um "ousado iconoclasta", descreveu o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. A causa da morte não foi informada.

Nascido em 1928, na cidade de Vitória, Mendes da Rocha iniciou sua carreira em 1955, mas só se tornou reconhecido internacionalmente a partir dos anos 2000. São Paulo abriga seus projetos mais emblemáticos, principalmente a reforma da Pinacoteca e o Museu da Língua Portuguesa.

Fora do Brasil, o arquiteto projetou as novas instalações do Museu Nacional dos Coches, em Portugal, um ambiente ultramoderno inaugurado em 2015. Em 2006, tornou-se o segundo brasileiro a ganhar o Pritzker, depois do lendário Oscar Niemeyer, homenageado em 1988.

Mendes da Rocha também recebeu outras distinções importantes, como o Imperiale Praemium, considerado no Japão o Nobel das artes, em 2016, e a medalha de ouro do Royal Institute of British Architects, em 2017.

lg/gm/mls/lb