Morreu turista romena gravemente ferida em atentado de Londres

Uma turista romena de 31 anos que ficou ferida no atentado de 22 de março nas imediações do Parlamento britânico morreu nesta sexta-feira, anunciou a polícia, o que eleva o balanço do ataque a cinco vítimas fatais, além do criminoso

Uma turista romena de 31 anos que ficou ferida no atentado de 22 de março nas imediações do Parlamento britânico morreu nesta sexta-feira, anunciou a polícia, o que eleva o balanço do ataque a cinco vítimas fatais, além do criminoso.

Andreea Cristea, 31 anos, visitava Londres com o namorado Andrei Burnaz, que pretendia fazer o pedido de noivado no dia do atentado, informou o embaixador romeno Dan Mihalache.

Ela foi atropelada pelo criminoso na ponte de Westminster e resgatada no rio Tâmisa.

Diante da gravidade de seu estado, na quinta-feira a equipe médica desligou os aparelhos que mantinham Andreea com vida, explicou a polícia.

"Não há palavras para descrever a dor esmagadora e o vazio em nossos corações", afirma um comunicado divulgado por sua família e namorado.

"Depois de lutar por sua vida durante duas semanas, nossa querida e insubstituível Andreea - filha, irmã e parceira maravilhosa, amiga dedicada e a pessoa mais singular e apaixonada pela vida que você possa imaginar - foi arrancada cruelmente e brutalmente de nossas vidas do modo mais impiedoso", completa o comunicado.

"Andreea, infelizmente, não poderá utilizar o dinheiro arrecado para sua recuperação. Nós gostaríamos de doar para a caridade", informa a nota.

O falecimento da romena eleva a cinco o número de mortos no atentado cometido por Khalid Masood, de 52 anos, um convertido ao islã que tinha ficha na polícia e que atropelou várias pessoas que atravessavam a ponte diante do Big Ben antes de esfaquear e matar um policial que trabalhava na segurança do Parlamento.

Masood foi morto a tiros pela polícia.

As vítimas do atentado foram o britânico Leslie Rhodes, 75 anos, a britânica Aysha Frade, 44, o turista americano Kurt Cochran, 54, a romena Cristea e o policial Keith Palmer, 48 anos.