Morta por bala perdida em Duque de Caxias é velada hoje; religiosa e querida, amigos da Igreja organizam cortejo

Morta com um tiro nas costas na última sexta-feira, dia 18, Valdeci Serafim, de 54 anos, será velada neste domingo, dia 20. Mais conhecida como Darça, a dona de casa estava na porta de casa quando foi atingida por uma bala perdida na Vila Sapê, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Moradores da região criticavam o caso por ser resultado de uma operação policial mal sucedida. Em nota, a PM diz que não houve operação na região, assim como ocorrência de confronto.

"Na sexta-feira (18/11), policiais militares do 15ºBPM (Duque de Caxias) foram acionados para verificar ocorrência de entrada de uma pessoa ferida por disparo de arma de fogo na UPH (Unidade Pré-Hospitalar) de Imbariê, no município de Duque de Caxias. A situação foi constatada na unidade de saúde. Segundo informações preliminares, o fato teria ocorrido no bairro Vila Sapê, no município de Duque de Caxias. Ocorrência encaminhada para registro na 60ª DP. Cabe informar que, segundo o comando do 15ºBPM, não havia ocorrência de confronto ou operação em andamento envolvendo o 15ºBPM na data e local citados", diz a Polícia Militar, em nota.

Dona Darça deixa dois filhos e o marido. Evangélica, muito religiosa, ela será velada de 8h ao 12h na Assembleia de Deus de Vila Sapê, onde congregava. Familiares e amigos se uniram na organização. Em grupos de Whatsapp da Igreja, os fiéis combinaram a contratação de um ônibus para levar todos os amigos para o local do enterro, marcado para às 15h, fazendo um cortejo de despedida.

Apesar da tristeza, amigos próximos revelam que a família já está conformada, entendendo "o tempo de Deus". Os pedidos de oração são frequentes. Horas antes do ocorrido, vizinhos que encontraram Darça, disseram que ela estava "muito alegre e se dizia em paz".