Morte da Rainha Elizabeth 2ª: conheça o longo protocolo de sucessão do trono

Morte da Rainha Elizabeth 2ª: A majestade era então a rainha mais longeva do Reino Unido com 70 anos de reinado. (Foto: Max Mumby/Indigo/Getty Images)
Morte da Rainha Elizabeth 2ª: A majestade era então a rainha mais longeva do Reino Unido com 70 anos de reinado. (Foto: Max Mumby/Indigo/Getty Images)

Parece que não, mas o reinado mais longevo do Reino Unido chegou ao fim. A morte da Rainha Elizabeth 2ª foi oficialmente comunicada nesta quinta-feira (8). Há 70 anos ocupando o trono, Elizabeth II era soberana de 16 países e, aos 96 anos, o tema sobre que vai assumir seu lugar já aparece nas conversas.

O protocolo inicia com a confirmação da morte da rainha. Assim que for atestada, seu secretário pessoal ligará para o primeiro ministro da Inglaterra em exercício para executar a ‘Operação London Bridge’.

Todos os membros diretos da linha sucessória do trono têm uma operação própria em caso de mortes relativas aos cargos que ocupam.

A de Charles, o herdeiro e príncipe de Gales, se chama "Operação Ponte de Menai".

Leia também:

O segundo passo é, de forma segura e sigilosa, a comunicação dos outros territórios sobre a morte da soberana. Estes são: Antígua, Barbuda, Austrália, Bahamas, Barbados, Belize, Canadá, Granada, Jamaica, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, Ilhas Salomão, Santa Lúcia, São Cristóvão e Neves, São Vicente e Granadinas, Tuvalu e os países do Reino Unido.

Aos súditos, a morte da rainha será comunicada com a fixação de um comunicado nos portões do Palácio de Buckingham. O texto será curto e estará em um papel timbrado com bordas pretas, que simboliza luto. O anúncio estará emoldurado em um quadro. No momento que os guardas colocarem o comunicado, um anúncio é executado em rádio e TV. Ao mesmo tempo todas as bandeiras dos territórios serão colocadas a meio mastro.

Alguns momentos após a morte de Elizabeth II, um oficial direto da rainha irá se encontrar com o príncipe Charles. Neste momento ele será empossado como rei. Oficialmente, ele se torna o monarca assim que a morte do antecessor é atestada, mas como eles não moram próximos ou no mesmo palácio, esse tipo de notícia é dada pessoalmente sempre que possível.

Em um rápido pronunciamento, a primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, afirmou que Charles, sucessor ao trono britânico, irá agora se chamar Charles III.

Caso fosse seja um quadro de doença, como aconteceu com o príncipe Philip recentemente, o protocolo previa que Charles assumiria o posto imediatamente.

Dependendo da hora do anúncio da morte, é uma tradição que todo o comércio do Reino Unido feche em respeito. Mas a última vez que isso aconteceu o mundo vivia uma outra época. É interessante lembrar que a última troca de trono foi há 70 anos.

The late King George VI of England lies in state in the chapel at Windsor. (Photo by © Hulton-Deutsch Collection/CORBIS/Corbis via Getty Images)
Corpo do rei George VI na capela do Castelo de Windsor, onde ele residia quando morreu. A imagem foi colorida digitalmente (Foto: © Hulton-Deutsch Collection/CORBIS/Corbis via Getty Images)

O território nacional recebe o decreto de luto oficial. No dia seguinte ao falecimento, o Rei Charles fará seu primeiro discurso ao povo, em vídeo. E começará uma viagem oficial para encontrar os líderes do Reino Unido e ser apresentado a eles.

Após quatro dias de sua morte, o corpo da rainha deve ser conduzido em uma grande procissão militar do Palácio de Buckingham até a Westminster Hall, que é um salão histórico no Parlamento utilizado apenas para eventos oficias grandiosos, como um velório real.

12th February 1952:  The body of  King George VI lying in state at Westminster Hall, London, until his funeral.  (Photo by Stroud/Express/Getty Images)
Corpo do rei George VI em Westminster Hall antes do funeral em 12 e fevereiro de 1952 (Foto: Stroud/Express/Getty Images)

O corpo ficará neste espaço por mais quatro dias, guardado pelo exército, e será quando a família e amigos poderão se despedir da falecida rainha. Depois disso, os portões do espaço são abertos aos súditos para que eles também possam dar o seu adeus à soberana que os governou por tantos anos. Todo esse ritual pode ser alterado por precauções devido à uma pandemia.

Pelo protocolo oficial o funeral e sepultamento acontecem até 12 dias depois do falecimento. Este dia se torna, no futuro, um feriado no Reino Unido em sinal de respeito ao serviço prestado pela monarca por tantos anos ao povo. Mas a data não é chamada como "feriado" para não remeter à uma festa pela morte.

16th February 1952:  The funeral procession of King George VI at Marble Arch, London.  (Photo by Express/Express/Getty Images)
A procissão do funeral do rei King George VI em 16 de fevereiro 1952 (Foto: Express/Express/Getty Images)

Essa cerimônia é cheia de simbolismo e o dia é repleto de ações. A bolsa e todas as empresas fecham, ou nem abrem, em respeito ao momento que a nação vive. Às 11h os sinos do Big Ben tocam e todo o Reino Unido faz um voto de silêncio para a procissão do caixão real, que segue do Parlamento para dentro da Abandia de Westminister, que a igreja oficial da realeza.

Todos os convidados, já dentro do local, se inclinam para frente em respeito durante a entrada do caixão que será seguido pelo Rei e os outros filhos da rainha, princesa Anne, principe Andrew, o duque de Iorque e Príncipe Eduard, o conde de Wessex. Além deles, os filhos de Charles que compõem a linha sucessória.

15th February 1952:  The coffin of George VI  draped with the royal standard being carried by soldiers. On the top are symbols of royalty, a crown, sceptre and orb.  (Photo by George W. Hales/Fox Photos/Getty Images)
Caixão do George VI sendo carregado por soldados com os simbolos da realeza sobre ele: a coroa, o cetro e o orb (Foto: George W. Hales/Fox Photos/Getty Images)

Após o culto de luto, o caixão deixará a Abadia e seguirá para a Capela de São Jorge, seguidos pela procissão real. O local, que é exclusivo para o sepultamento de reis, está adornado em sinal de luto. Estima-se que o corpo de Elizabeth II seja sepultado ao lado do de seu pai, Rei George VI. Este ato encerra a cerimônia de funeral.

Queen Elizabeth The Queen Mother (1900 - 2002) (right) in mourning with Queen Elizabeth II and Queen Mary (centre) at the funeral of King George VI.    (Photo by Ron Case/Getty Images)
A rainha Elizabeth, A Rainha Mãe, à direta, a rainha Elizabeth II, à esquerda, e a rainha Mary ao centro após o funeral do rei George VI (Foto: Ron Case/Getty Images)

Após a morte

Passados os passos da ‘Operação London Bridge’, mudanças substanciais acontecerão no Reino Unido. Primeiro que novas moedas serão impressas com a imagem de Charles e as com a foto de Elizabeth II serão tiradas de circulação.

UNITED KINGDOM - AUGUST 02: 1 pound coin, 1993, obverse, queen Elizabeth II (1926-). United Kingdom, 20th century. (Photo by DeAgostini/Getty Images)
Moeda de 1 libra com o rosto de Elizabeth II (Foto:DeAgostini/Getty Images)

O hino será alterado pra ‘Deus Salve o Rei’, os passaportes e documentos passam a ser emitidos em nome do Rei, os uniformes dos exércitos são alterados. E é preciso observar com atenção como os países da Commonwealth reagirão à mudança de liderança.

O movimento republicano na Austrália nunca esteve tão forte e, caso eles decidam se separar da Coroa, outros membros também podem se rebelar e enfraquecer como nunca a monarquia mais famosa do mundo.

Coroação do novo Rei

Após um ano da morte da antiga rainha, acontecerá a coroação pública do novo rei. O último evento do tipo aconteceu em 1953 e foi luxuoso. Composta em seis atos, a cerimônia foi um evento que movimentou a capital da Inglaterra por dias.

2nd June 1953:  Vast crowds congregate outside Buckingham Palace, awaiting the appearance on the balcony of HM The Queen Elizabeth II and her family following the Coronation.  (Photo by Reg Birkett/Keystone/Getty Images)
Público aguardando a rainha, Elizabeth II, já coroada, e sua família do lado de fora do Palácio de Buckingham (Foto: Reg Birkett/Keystone/Getty Images)

Mais de 8.251 convidados de 129 países compareceram, o que mobilizou um grande esquema de segurança por conta dos chefes de estado. Também foram credenciados nada menos que 2.500 jornalistas e fotógrafos de cerca de 92 países.

BRITAIN'S QUEEN ELIZABETH II WAVES TO THE CROWDS AT ST. PAUL'S
CATHEDRAL AHEAD OF THE GOLDEN JUBILEE SERVICE OF THANKSGIVING IN
LONDON.

	
Britain's Queen Elizabeth II (in blue) waves to the crowds from the
entrance of St. Paul's Cathedral after arriving by the Coronation
Carriage for the Golden Jubilee Service of Thanksgiving in London June
4, 2002. Thousands of people gathered in central London for the
festivities on the final day of the celebratory weekend marking the
Queen's 50th year on the throne. The golden coach was first seen in
public in 1762, when King George III travelled to the state opening of
parliament. It cost a hefty 7,562 pounds to make, the equivalent of
over $1 million today. It was last used at the Queen's Silver Jubilee
in 1977. REUTERS/Stephen Hird
Carruagem dourada de Estado que o novo Rei usará no dia de sua coração (Foto: REUTERS/Stephen Hird)

O regente será levado do Castelo de Buckingham à Abadia de Westminister por uma carruagem folhada a ouro. Lá ele se ajoelhará e fará uma oração antes de sentar no trono do Estado. Sua Majestade é ladeado pelo King of Arms Garter, o principal conselheiro do monarca; o arcebispo de Cantuária, o Lord Chancellor, o Lord Great Chamberlain, o Lord High Constable e o Earl Marshal. Eles representam o povo.

Queen Elizabeth II after her coronation ceremony in Westminster Abbey, London.    (Photo by Hulton Archive/Getty Images)
Coroação de Elizabeth II em 1953 (Foto: Hulton Archive/Getty Images)

 

Então o Arcebispo inicia o Reconhecimento. “Senhores, eu apresento à vos Charles (ou o nome que ele escolher), o seu rei inquestionável. Portanto todos vocês estão vindo aqui hoje para fazer a sua homenagem e vassalaria, todos estão dispostos a fazer o mesmo?”, com a resposta positiva, se passa ao juramento.

O líder da igreja começa a proclamar o juramento que o rei se compromete a governar cada território respeitando seus costumes, a usar seu posto com justiça e misericórdia, a comandar a igreja protestante perante à lei divina e dos homens. O texto é usado há séculos.

Em seguida seu 'reinado' é ungido, este é o momento mais solene de toda a cerimônia. Sentado em um trono que estará de frente para o altar da Abadia, quatro cavaleiros são encarregados de cobri-lo com algo parecido com um toldo enquanto o arcebispo o unge nas mãos, peito e cabeça. Ele é coberto porque este momento não deve ser assistido pelos súditos por simbolizar sua ligação com Deus.

Depois de ungido, o Rei passará para Investidura. Ele receberá um manto dourado e as joias da coroa: esporas, espada, braceletes, uma orbe e um anel na mão direita. Ele colocará as peças no altar e então receberá o cetro e uma cruz, que deve ser segurada com a mão direita.

LONDON, ENGLAND - JANUARY 11:  One of the replica sets of the British Crown Jewels made in honour of the Coronation of Queen Elizabeth II in 1953 (est. £5000- 7000) goes on view at Sotheby's on January 11, 2018 in London, England. It will be auctioned in the Of Royal And Noble Descent sale at Sotheby's London on the 17th January 2018.  (Photo by Tristan Fewings/Getty Images for Sotheby's)
Réplicas das joias da coroa usadas na coroação de Elizabeth II (Foto: Tristan Fewings/Getty Images for Sotheby's)

Logo em seguida o arcebispo colocará a coroa St. Edward’s no rei. A peça é composta por dois quilos de ouro maciço e diamantes. Neste momento os presentes o saudarão com um ‘Deus Salve o Rei’. Em seguida ele ocupará o trono real enquanto a corte se posiciona ao seu lado.

A picture shows St Edward's Crown, the crown used in coronations for English and later British monarchs, and one of the senior Crown Jewels of Britain, during a service to celebrate the 60th anniversary of the coronation of Queen Elizabeth II at Westminster Abbey in London on June 4, 2013.  Queen Elizabeth II marked the 60th anniversary of her coronation with a service at Westminster Abbey filled with references to the rainy day in 1953 when she was crowned.  AFP PHOTO / POOL / JACK HILL (Photo by JACK HILL / POOL / AFP) (Photo by JACK HILL/POOL/AFP via Getty Images)
A coroa St Edward's que é usada apenas nas coroações dos monarcas do Reino Unido (Foto: JACK HILL/POOL/AFP via Getty Images)

De pronto começam as homenagens, que é a última parte da cerimônia. O primeiro a falar será o líder da igreja, que iniciará uma sequência de beija mãos dos que prometem honrar e respeitar o monarca. Ao fim, ele vai a uma parte reservada da capela para trocar a capa dourada por uma roxa e a coroa por uma mais leve, a do Estado Imperial. Esta é a que costumamos ver Elizabeth II usando.

LONDON, UNITED KINGDOM - MAY 11: (EMBARGOED FOR PUBLICATION IN UK NEWSPAPERS UNTIL 24 HOURS AFTER CREATE DATE AND TIME) The Imperial State Crown is driven down The Mall, in a Rolls Royce Phantom VI, en route to the Houses of Parliament where Queen Elizabeth II is to deliver The Queen's Speech in the House of Lords during the State Opening of Parliament on May 11, 2021 in London, England. (Photo by Max Mumby/Indigo/Getty Images)
Coroa do Estado Imperial que deverá ser usada pelo regente em eventos importantes como a abertura do ano no parlamento inglês e durante encontros com alguns chefes de estado (Foto: Max Mumby/Indigo/Getty Images)

Então ele deixa a Abadia em direção ao Palácio de Buckingham a segurando o cetro e o orbe ao som do hino nacional. É nesse momento que ele é oficialmente apresentado aos súditos como Rei e o rito se encerra.

2nd June 1953:  Queen Elizabeth II, wearing the Imperial State crown and carrying the Orb and Sceptre, returns to Buckingham Palace from Westminster Abbey, London, following her Coronation.  (Photo by Topical Press Agency/Getty Images)
Rainha Elizabeth II, em 1953 usando a coroa Estado Imperial carregando o Orb e Setro na procissão de retono ao Palácio de Buckingham após sua coroação (Foto: Topical Press Agency/Getty Images)

Vale lembrar que a atual linha de sucessão do trono britânico é composta por: 1º príncipe Charles; 2º príncipe William; 3º príncipe George; 4º princesa Charlotte; 5º príncipe Louis e 6º príncipe Harry.