Relembre funerais, como o de Gugu, que mobilizaram multidões no Brasil


Foto:Reprodução/Instagram

Gugu Liberato, um dos maiores nomes da televisão brasileira, morreu após sofrer uma queda em sua casa em Orlando, nos Estados Unidos. Seu funeral na Assembléia Legislativa de São Paulo mobilizou milhares de fãs, amigos e familiares. Relembre outras cerimônias que atrairam multidões.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Leia também

O apresentador Gugu Liberato

(Reprodução/Instagram/@eliana)

Um dos maiores nomes da TV brasileira, morreu nem Orlando, nos Estados Unidos, após um acidente doméstico.

Uma grande fila se formou na entrada da Assembléia Legislativa de São Paulo, onde esta sendo velado o corpo do apresentador. O velório que começou às 12h do dia 28 e está previsto para ter 24horas de duração. 

O ex-presidente Tancredo Neves

1/2/1985-Washington, DC-ORIGINAL CAPTION READS: President-elect Tancredo Neves speaking at a press conference.

O cortejo partiu do Instituto do Coração e foi até o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Uma multidão de dois milhões de pessoas se despediu de Tancredo Neves nas ruas da capital paulista. O presidente morreu de diverticulite, uma inflamação na parede interna do intestino, sem nunca assumir o cargo para o qual foi eleito. 

Os telejornais acompanharam todo o trajeto do corpo em Brasília e em Belo Horizonte, mostrando de perto a tristeza do povo. O enterro de Tancredo Neves, em São João del Rei, no dia 24 de abril de 1985, foi transmitido ao vivo pela emissora Rede Globo. 

Leandro, da dupla Leandro e Leonardo

(Reprodução)

Em abril de 1998, o cantor Leandro descobriu que tinha um câncer raro no pulmão e veio a falecer durante a Copa do Mundo daquele ano. Mais de 25 mil pessoas se reuniram na porta da Assembleia Legislativa de São Paulo, durante o velório do músico. Cerca de 250 mil acompanharam o cortejo até seu enterro, em Goiânia. 

Cantores como Roberta Miranda, Chitãozinho e Xororó, Zezé Di Camargo e Luciano e Fafá de Belém estiveram no velório em São Paulo. Também foram se despedir de Leandro personalidades como Serginho Groisman, Adriane Galisteu, o jogador de futebol Marcelinho Carioca e a estrela do basquete Hortência.

A lenda da fórmula 1, Ayrton Senna 

(DOMINIQUE FAGET,MICHEL GANGNE,GERARD JULIEN,PASCAL PAVANI/AFP via Getty Images)

No dia 4 de maio, o corpo de Ayrton Senna chegou a São Paulo e foi levado para a Assembléia Legislativa, onde foi velado por mais de 22 horas e contou com a presença de quase 240 mil pessoas. A morte de Senna foi uma comoção nacional, e o governo brasileiro declarou três dias de luto oficial. 

Na Marginal Tietê, uma das avenidas mais movimentadas do país, uma corrente humana foi formada para dar passagem ao corpo. O enterro aconteceu na manhã do dia 5 de maio, e a Rede Globo transmitiu, ao vivo, toda a cerimônia, com narração de William Bonner. 

A apresentadora, Hebe Camargo

(Getty Images)

Cerca de 300 pessoas foram ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo, na manhã do dia 30 de setembro de 2012, no velório da apresentadora Hebe Camargo. Hebe faleceu após sofrer uma parada cardiorrespiratória um dia antes. 

Outras personalidades que estiveram no local foram os políticos Paulo Maluf, Geraldo Alckmin e José Serra. Além dos apresentadores Silvio Santos, Ratinho, Eliana, Sabrina Sato, Serginho Groisman, Ana Hickmann e Rodrigo Faro. A cerimônia foi encerrada com a voz de Roberto Carlos.