Morte de Pelé é destaque principal nos maiores jornais do mundo

Site da BBC
Site da BBC

A morte de Pelé nesta quinta-feira (29/12), aos 82 anos, ganhou amplo destaque nos sites dos principais jornais e veículos de imprensa do mundo, com textos relembrando fatos da história pessoal e profissional do brasileiro e elencando vultuosos números — como o recorde de mais de 1.280 gols já marcados e a conquista de três Copas do Mundo (1958, 1962 e 1970).

O site principal da BBC, em inglês, logo colocou na manchete e no topo da página notícias sobre a morte. O texto principal, assinado pela BBC Sport, afirma que Pelé é "possivelmente o maior jogador" que já existiu. O site noticioso da BBC, a BBC News, também manchetou e destacou várias matérias no topo da página sobre Pelé, incluindo uma live sobre a morte, com transmissão ao vivo de pequenos textos.

Também britânico, o Guardian igualmente destacou a notícia da morte e a história de Pelé na manchete e no topo do site, assim como o The Sun, cuja página ficou repleta de textos sobre o brasileiro e exibiu como manchete "The king is dead" ("O rei está morto").

Site do The Guardian
Site do The Guardian
Site do The Sun
Site do The Sun

Já o americano The New York Times abriu uma seção, abaixo da manchete, destacando três textos sobre o brasileiro e uma pequena galeria de fotos com registros da vida dele. O texto principal afirma em um trecho: "Um herói nacional no seu Brasil de nascença, Pelé era amado ao redor do mundo — pelos muito pobres, entre os quais ele foi criado; pelos muito ricos, em cujos círculos ele transitava; e por qualquer um que o visse jogar."

Segundo a matéria, Pelé "ajudou a popularizar o esporte nos Estados Unidos".

Site do New York Times
Site do New York Times
Site do Washington Post
Site do Washington Post

O Washington Post, sediado na capital americana, também destacou a morte logo abaixo de sua manchete principal, publicando textos analíticos, uma galeria de fotos e um vídeo com imagens de arquivo do Rei do Futebol.

O principal jornal da Argentina, o Clarín, destacou a morte na manchete do site, afirmando que Pelé foi "a primeira grande estrela mundial do futebol": "Morreu Pelé, a primeira grande estrela mundial do futebol". O subtítulo da matéria principal, um longo texto assinado pelo jornalista Luis Vinker, afirma que Pelé foi "grande entre os grandes".

Site do Clarín
Site do Clarín

"Para alguns, foi o maior de todos (e não só no futebol, mas no conjunto de todos os esportes). Por si só, já seria arriscado citá-lo como 'o maior jogador de futebol' — Maradona, Cruyff e Messi, o recente campeão mundial, querem se sentar no mesmo trono —, e a outra comparação é impossível. Nesse ponto, a discussão seria interminável", diz o texto do Clarín.

A matéria afirma que, além da "imensidade" como atleta, Pelé foi o primeiro jogador que "se transformou em uma personalidade total, global", tornando-se "o personagem, ao menos desportivo, mais famoso do mundo".

Do grupo Clarín, o jornal esportivo Diário Olé inundou sua página com matérias sobre Pelé, afirmando na manchete: "Dor mundial: morreu Pelé".

Site do Jornal de Angola
Site do Jornal de Angola

O Jornal de Angola, o principal diário do maior país lusófono da África, destacou no topo de seu site uma sequência de quatro matérias sobre Pelé, três delas destacando as reações de Neymar, Ronaldo Fenômeno e o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à notícia do falecimento.

Portais de redes importantes, como a CNN e o site em inglês da Al Jazeera, igualmente destacaram a morte do Rei do Futebol na manchete.

- Este texto foi publicado emhttps://www.bbc.com/portuguese/brasil-64122262