Mortes em escolas de Aracruz: mãe conta como filha conseguiu escapar de ataque

Ataques em escolas de Aracruz terminaram com três mortes - Foto: Reprodução/Google Street View
Ataques em escolas de Aracruz terminaram com três mortes - Foto: Reprodução/Google Street View
  • Ataques em escolas de Aracruz terminaram com três mortes e 11 pessoas feridas

  • Uma estudante conseguiu escapar ao fugir pelo portão dos fundos

  • Polícia conseguiu prender o responsável pelo crime

A mãe de uma criança sobrevivente dos ataques a duas escolas de Aracruz, que mataram três pessoas e deixaram outras 11 feridas, relatou como sua filha conseguiu escapar do criminoso nesta sexta-feira (25).

Em entrevista ao jornal O Globo, a mulher, que preferiu não se identificar, contou que a menina de 12 anos conseguiu fugir sem ferimentos ao passar por baixo do portão do Centro Educacional Praia de Coqueiral, onde estuda.

Segundo a publicitária, a filha contou que estava no recreio quando percebeu a presença de um homem estranho, que subiu correndo as rampas da escola em direção às salas de aula.

Ao ouvir os tiros, ela correu para o pátio, onde um funcionário a orientou para que fugisse pelos fundos, onde ela e alguns amigos se arrastaram para escapar.

"Minha filha tentou me ligar por volta de 10h, mas eu não ouvi. Então, ela ligou para a avó e contou o que estava acontecendo. Graças a Deus um dos alunos conseguiu avisar um dos pais, que passou na escola e pegou algumas das crianças do lado de fora do portão traseiro e deixou cada um na sua casa", disse a mãe.

A mulher relatou que a filha está bastante assustada e avisou que não quer mais ir ao colégio.

"Nunca pensei que isso poderia acontecer aqui, um lugar tão tranquilo. Minha filha está chorando muito, assustada, não quer mais ir para a escola."

O criminoso foi preso pela polícia durante a tarde, horas depois do ataque.

Linha do tempo do ataque à escola em Aracruz: