Mortes por Aids caem 44,8% no estado de SP na última década

·2 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de São Paulo registrou queda de 44,8% na taxa de mortalidade por Aids e de 42% na incidência de casos da doença nos últimos dez anos.

Houve 1.880 vítimas fatais da doença no ano passado, contra 3.141 em 2010. Naquele ano, houve também 8.521 casos novos de Aids, e em 2020, este número chegou a 5.363 casos. Os dados são da secretaria estadual de Saúde.

Já os casos de infecção pelo vírus HIV aumentaram 19,6% nos últimos dez anos, passando de 5.295 em 2010 para 6.332 em 2020. Houve aumento de 40% de casos para os homens (de 3.667 para 5.133), e queda de 26,4% para as mulheres (de 1.628 para 1.199), segundo estatísticas do Programa Estadual IST/Aids.

O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, atribui a queda de óbitos principalmente ao acesso a tratamento antirretroviral, disponível gratuitamente no SUS (Sistema Único de Saúde), e às políticas do governo paulista para a conscientização da população sobre a doença.

Nesta quarta ( 1º​) celebra-se o Dia Mundial da Luta contra a Aids. Embora hoje seja uma doença cujo controle é possível e cujos infectados podem viver vidas saudáveis, a Aids foi responsável pela morte de cerca de 36,8 milhões de pessoas desde o início da epidemia em 1981, segundo o Unaids (Programa para Aids da ONU, na sigla em inglês).

Na segunda (29), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o primeiro tratamento para HIV que combina duas diferentes substâncias em um único comprimido. O novo medicamento, chamado de Dovato, é uma combinação das substâncias lamivudina e dolutegravir sódico.

Já há terapias com um único comprimido para HIV, mas esse é o único em dose única para ser usado em início de tratamento —a chamada primeira linha.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos