Mortes por Covid-19 a cada 100 mil habitantes no Brasil sobem 460% entre abril e maio

Enterro de vítima de Covid-19 no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo (Foto: AP Photo/Andre Penner)

O número de mortes por Covid-19 a cada 100 mil habitantes cresce 460% entre os meses de abril e maio. As informações são do Cadastro Nacional de Estabelecimentos da Saúde, do Ministério da Saúde. A capital brasileira onde o índice mais cresceu foi Boa Vista, com aumento de 1.975%. Em seguida estão Belém, com 1.684 e, em terceiro, Porto Velho, com 1.200%.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

No total, 14 capitais tiveram aumento de mais de 500% nas mortes por Covid-19 a cada 100 mil habitantes no último mês.

Além do maior crescimento no índice, Boa Vista é, também, a capital com a menor relação de leitos de Terapia Intensiva a cada 100 mil habitantes: são apenas 13 vagas de UTI.  Em Rio Branco e em Macapá, que estão em segundo lugar, são 17. Todas as capitais estão na região norte. Segundo o Programa Cidades Sustentáveis, esse dado acende um alerta para a situação das comunidades indígenas do país.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

As três capitais com os melhores índices de vagas de UTI a cada 100 mil habitantes são Vitória, com 87 leitos, Recife, com 73 e Cuiabá, com 68. Mesmo assim, Vitória teve aumento de 618% nas mortes a cada 100 mil habitantes no último mês. O programa Cidades Sustentáveis aponta que, “mesmo as cidades que oferecem mais leitos de UTI, enfrentam dificuldades para atender a população e frear a progressão de casos que vemos hoje no Brasil”.

Leia também

As capitais com menor aumento nas mortes entre abril e maio estão na região Sul: Florianópolis, com 75%, Porto Alegre, 129% e Curitiba, com 131%.

O levantamento ainda mostra que entre os 294.260 leitos de UTI do país, 80.978 estão nas capitais, o que corresponde a 28%. Para chegar até um leito de UTI, o brasileiro tem de percorrer em média 155 quilômetros. O estado de Roraima é o que tem a maior média, de 471 quilômetros. O Amazonas está em segundo lugar: são 462 quilômetros. Os dados, divulgados pelo Cidades Sustentáveis, consideram tanto a rede pública quanto a privada e se baseiam em dados nacionais de 2019.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.