Mortes por ondas de calor aumentam quase 70% no mundo, segundo relatório da Lancet

A mortalidade de pessoas com mais de 65 anos relacionada ao calor aumentou em 68% entre os períodos de 2000-2004 e 2017-2021, divulgou a revista Lancet em seu relatório anual Lancet Countdown. Segundo o documento, todos os continentes vivenciaram extremos climáticos, o que pode contribuir com ataques cardíacos, AVCs (Acidentes Vasculares Cerebrais) e doenças cardiovasculares em geral.

Vírus híbrido detectado pela 1ª vez no mundo: é junção dos agentes da influenza e sincicial respiratório

Creatina: do aumento da massa muscular ao estímulo da memória, como age o suplemento no organismo

A situação se agravou em partes pela pandemia de Covid-19. Houve um crescimento de cerca de 29% das áreas no mundo afetadas por secas extremas, por pelo menos um mês no ano, na comparação entre 2012-2021 e 1951-1960. Além de ter aumentado também a exposição dos mais vulneráveis (idosos e crianças pequenas) às ondas de calor.

Segundo a Lancet, as áreas propicias para doenças infecciosas também cresceram, elevando os riscos para outras epidemias. Os cientistas afirmam que as áreas costeiras estão se tornando cada vez mais adequadas para transmissão de patógenos de vibrião. Nas regiões mais altas das Américas, o número de meses propícios para transmissão de malária subiu mais de 30% se comparado ao período de 1951-1960 e 2012-2021. Nas áreas mais elevadas da África, o avanço foi de 13,8%.

O artigo também afirma que a probabilidade de transmissão da dengue cresceu 12% no mesmo período citado acima.

Entrevista: 'A melancolia traz uma sensação de alegria e de elevação, não precisamos ter medo dela', diz especialista americana

"Os indicadores mostram que os países e as empresas continuam a fazer escolhas que ameaçam a saúde e a sobrevivência das pessoas em todo o mundo. Na atual conjuntura crítica, uma resposta imediata e centrado na saúde ainda pode assegurar um futuro em que as populações do mundo poderão não só sobreviver, como prosperar”, afirma os autores.