Morto no Centro do Rio era advogado, tinha 27 anos e saía de festa quando foi esfaqueado

A polícia identificou o corpo do homem encontrado por policiais militares do 5º BPM na Praça da República, Centro do Rio, na madrugada deste sábado. O advogado Victor Stephen Coelho, morador de Vila Isabel, na Zona Norte, tinha 27 anos e saía de uma festa quando foi esfaqueado. Ele teve celular e carteiras roubados. A área em que ele foi encontrado, perto da Estação Saara do VLT, passou por perícia e a Delegacia de Homicídios investiga o caso.

Tribunal do júri completa 200 anos: veja homicídios que chocaram o Rio

Nos últimos cinco anos: Tribunais do júri do Rio julgaram mais de 6 mil crimes contra a vida nos últimos cinco anos

Victor se formou em direito em 2020 na Universidade Cândido Mendes e atuava como assistente jurídico em um escritório de advocacia. Era torcedor do Flamengo e membro do time de futebol amador Radical Contra F.C., marcado por ideais de esquerda. Nas redes sociais, amigos e familiares lamentam a perda.

Operação no Alemão: Laudo do IML confirma que mulher morta após sair da igreja levou um tiro no peito

Matador de policiais: Acusado de integrar facção do Pará, preso no Alemão apresentou identidade falsa em hospital

"Victor querido, te vi menino com seu lindo sorriso, te vi adolescente com toda a energia desta fase, agora se tornando homem, mas continuando sempre com o sorriso maroto, amigo de seus amigos. Siga seu caminho de luz e conte sempre com minhas orações daqui, dizer Adeus é muito difícil, ainda mais para um jovem como você, mas minha fé me faz crer que te encontrarei de novo", lamentou uma amiga da família no perfil do jovem em uma rede social.

Agentes da PM estavam em patrulhamento quando foram acionados para o local, onde encontraram uma pessoa, ainda sem identificação, caída no chão. Uma equipe do Corpo de Bombeiros que constatou o óbito. Segundo os Bombeiros, Victor foi vítima de agressão por arma branca e a morte foi constatada pouco depois da meia-noite.

Operação no Alemão: Laudo do IML confirma que mulher morta após sair da igreja levou um tiro no peito

A região onde ocorreu o crime tem sido alvo frequente de assaltos violentos. Em maio, um estudante universitário de 27 anos foi esfaqueado no abdômen na Praça Cristiano Ottoni, em um dos acessos ao metrô da Central do Brasil.

'Vivi para contar': 'Eu sentia vergonha de ligar para o 190', conta a sargento Marlice, vítima de violência doméstica

Estudantes universitários de diversas instituições que ficam nessa região, como o Centro Acadêmico da Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio (FND/UFRJ) já encaminharam um ofício ao MetrôRio solicitando “providências com relação à segurança do local”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos