Moscou defende Damasco

O governo russo anunciou nesta quarta-feira que as mortes em Khan Sheikhun não foram causadas por um ataque químico. Segundo Moscou, a aviação síria bombardeou um armazém terrorista que continha substâncias tóxicas que se disseminaram pela região.