Moscou diz que plano da Otan sobre Rússia mostra acerto em decisão de romper laços

·1 min de leitura
Porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov em São Petersburgo

MOSCOU (Reuters) - O Kremlin afirmou nesta sexta-feira que a adoção pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de uma nova estratégia focada na Rússia confirma que a decisão tomada por Moscou de romper laços com a aliança militar ocidental estava correta.

Os ministros da Defesa da Otan concordaram com um novo plano nesta semana para se defenderem de um potencial ataque russo em múltiplas frentes, reafirmando o objetivo principal da aliança de dissuadir Moscou, apesar de um foco cada vez maior na China.

Dias antes, a Rússia rompeu relações ao fechar sua missão diplomática na Otan e a missão da aliança militar em Moscou, depois de a Otan expulsar oito russos acusados de espionagem.

"Não há necessidade de diálogo nestas condições e (a adoção de) tal conceito pela Otan confirma isso novamente", disse o porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov em um briefing.

"A Rússia nunca teve quaisquer ilusões sobre a Otan. Sabemos a natureza dessa aliança... Essa aliança não foi criada para a paz, ela foi concebida, desenhada e criada para a confrontação."

(Reportagem de Dmitry Antonov)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos