Moscou está considerando proposta da Otan para discussões em 12 de janeiro, diz TASS

·1 min de leitura

MOSCOU (Reuters) - A Rússia recebeu uma proposta da Otan para começar conversas em 12 de janeiro sobre as preocupações de segurança de Moscou e a está considerando, teria dito o Ministério das Relações Exteriores segundo publicação da agência de notícias TASS neste domingo.

A Rússia, que tem deixado o Ocidente nervoso com um deslocamento de tropas perto da Ucrânia, revelou semana passada uma lista com propostas de segurança que deseja negociar, incluindo uma promessa da Otan de abrir mão de qualquer atividade militar no leste europeu e na Ucrânia.

“Já recebemos essa proposta (da Otan) e a estamos considerando”, teria dito o Ministério das Relações Exteriores, segundo a TASS.

Os Estados Unidos e a Ucrânia afirmam que a Rússia pode estar preparando uma invasão à vizinha ex-soviética. A Rússia nega e diz que é a relação cada vez mais próxima da Ucrânia com a Otan que fez o impasse ficar mais grave. Comparou com a crise dos mísseis cubanos de 1962, quando o mundo ficou à beira da guerra nuclear.

O presidente Vladimir Putin disse na quinta-feira que a Rússia quer evitar um conflito, mas precisava de uma resposta “imediata” dos Estados Unidos e dos seus aliados às suas demandas por garantias. Moscou disse que espera que discussões com autoridades dos EUA sobre o assunto comecem em janeiro em Genebra.

(Reportagem de Maxim Rodionov)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos