Mostarda desaparece das prateleiras de supermercado na França refletindo conjuntura de guerra

Pouca gente sabe, mas a Ucrânia e Rússia constam entre os mais importantes exportadores de sementes de mostarda do planeta. E a guerra em curso entre os dois países não garante mais um estoque mínimo para os consumidores franceses, que se veem, pela primeira vez, desprovidos de um condimento de base de sua gastronomia cotidiana.

Mas a primeira causa da escassez deste condimento picante é encontrada no Canadá. Em abril de 2022, o canal de televisão BFM advertiu que, devido a uma onda de calor que em 2021 atingiu este país, o maior produtor mundial de sementes de mostarda, o quilo dessas sementes necessárias para fazer o famoso condimento havia explodido.

A mostarda está cada vez mais ausente das prateleiras dos supermercados franceses (e, quem sabe, futuramente dos mercados mundiais). O preço deste condimento saltou 9% em um ano, de acordo com o canal de televisão TF1. A guerra na Ucrânia e a onda de calor de 2021 no Canadá estão entre as causas desta dificuldade de abastecimento na Europa.

Em frascos ou garrafas, a mostarda está cada vez mais ausente das prateleiras de molhos nos supermercados devido a uma combinação de fatores desfavoráveis. Era esperada uma "diminuição drástica de 28% [nas exportações canadenses] até julho de 2022", segundo a imprensa francesa. Especialmente porque a produção de sementes de mostarda no Canadá vem diminuindo desde 2020, quando atingiu um pico de 135.000 toneladas produzidas, antes de cair para 99.000 toneladas em 2021, sendo então estimada em 71.000 toneladas para este ano.

Produção em queda livre também na França


Leia mais

Leia também:
Alta do preço dos fertilizantes por causa da guerra é pesadelo para países agrícolas como o Brasil
Europa enfrenta escassez de óleo de girassol e derivados devido à guerra na Ucrânia

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos