Mostra gratuita exibe 29 filmes que dão protagonismo a pessoas com deficiência

·3 minuto de leitura

A 10ª edição do festival internacional "Assim vivemos" chega esta quarta-feira (22) ao Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro com 29 filmes inéditos sobre pessoas com deficiência. O evento, que vai até 11 de outubro, é gratuito e acontece em formato híbrido, com sessões presenciais e on-line.

A iniciativa abre espaço para que as próprias pessoas com deficiência contem suas histórias de conquistas, lutas e desafios. Temas como educação inclusiva, autonomia na vida adulta, sexualidade e esporte também são abordados.

– Sempre buscamos fazer um evento que encantasse a todas as pessoas, mesmo a quem não tem deficiência. É, em primeiro lugar, um festival de cinema que mostra filmes lindos – aponta Graciela Pozzobon, diretora do "Assim vivemos."– O protagonismo da própria pessoa com deficiência faz com que o discurso das obras seja genuíno e traz um perfil de transformação ao festival. As pessoas com deficiência desejam o mesmo que todos: uma vida plena e feliz.

A participação brasileira no Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência vem crescendo e bateu recorde este ano. Serão sete produções nacionais, além de obras de outros 13 países como Estados Unidos, Rússia, Espanha, Austrália, Cazaquistão e Irã.

Um dos filmes de destaque desta edição é "O artista e a força do pensamento", de Elder Fraga, que reflete a relação entre equilíbrio e desequilíbrio dentro da parcialidade de movimento do dançarino Marcos Abranches. Já o curta "Seremos ouvidas", de Larissa Nepomuceno, acompanha três mulheres surdas com realidades diferentes que compartilham suas lutas e trajetórias no movimento feminista surdo.

Serão promovidos ainda quatro debates online: "A força da arte", "Educação para todos", "Parceria colaborativa" e "Em busca de uma voz", com participação de pessoas com deficiência e especialistas. O link será disponibilizado no site do festival (www.assimvivemos.com.br) no dia do encontro.

Até 4 de outubro, o CCBB recebe as sessões presenciais dos filmes. É necessário retirar os ingressos na bilheteria, no Centro do Rio, no mesmo dia de exibição ou no site eventim. Para entrar no espaço, é necessário exibir o comprovante de vacinação e usar máscara. A capacidade é de 33 lugares por sessão. Já as sessões online serão disponibilizadas aos poucos. A cada semana estarão no site filmes relacionados aos debates semanais e, na última semana, uma sessão extra.

Os filmes contarão com recursos de acessibilidade, como a audiodescrição e as legendas LSE (para surdos e ensurdecidos), além de interpretação em LIBRAS, enquanto os debates ao vivo terão interpretação em LIBRAS.

Depois de passar pelo Rio, o evento acontece nos CBBBs de Brasília e São Paulo. Serão oferecidos cinco prêmios do júri e um do público, destinado ao filme escolhido nas três cidades. O troféu foi criado pela artista cega Virginia Vendramini.

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro: Rua Primeiro de Março, 66, Centro. De 22 de setembro a 11 de outubro. Ingressos gratuitos via eventim ou na bilheteria (dom, seg e qua, de 9h às 19h. Qui, sex e sáb, de 9h às 20h). Programação completa em www.assimvivemos.com.br.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos