Moto voadora chegará às lojas em 2023 por R$ 2 milhões

·2 minuto de leitura
Foto: reprodução da internet.
Foto: reprodução da internet.
  • Com o nome de Speeder, a primeira moto voadora do mundo chegará ao mundo em 2023;

  • Para comprá-la, o interessado terá que gastar mais de R$ 2 milhões;

  • Com dois modelos, a VTOL poderá chegar nas velocidades de 100 km/h e 240 km/h.

Em meio à explosão de informações sobre a chegada de ‘carros voadores’ pelos próximos anos, agora é a vez das motos também voarem. Em 2023, a primeira moto voadora do mundo chegará ao mercado.

Com o nome de Speeder, e feita pela fabricante Jetpack Aviation, a moto decola e aterrissa verticalmente, ação que é chamada de VTOL e que também dá o nome ao modelo de aeronave. Pode-se atingir até 240 km/h na versão EVS.

Os interessados em comprá-la podem se preparar para desembolsar US$ 380 mil, ou seja, mais de R$ 2 milhões.

Leia também:

A moto voadora conta com duas turbinas à combustão e tem um sistema de estabilização que a faz se equilibrar no ar, de forma a evitar quedas. Com uma altitude máxima de 4.470 metros, pode rodar com querosene de aviação e diesel. Contudo, são opções que impactam seu desempenho e sua autonomia.

Desenvolvida inicialmente para o uso militar, a Speeder terá versões diferentes no mercado. Enquanto a UVS tem o peso similar de uma motocicleta comum de 125 cc e a velocidade limitada a 100 km/h, bem como um tanque com capacidade para 19 litros, o modelo EVS vem desbloqueado para chegar até 240 km/h.

Ainda que acene para a alta performance, assim como para a possibilidade de decolagem, a Speeder tem uma limitação. As quatro turbinas necessitam de muito combustível para funcionar. Dessa forma, espera-se que sua autonomia não passe de 20 minutos com tanque cheio.

As informações são do Techtudo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos