Motorista de aplicativo é preso por estupro e roubo de passageiras em SP

Motorista de aplicativo é preso após abusar de passageira em São Paulo - Foto: Reprodução/TV Globo
Motorista de aplicativo é preso após abusar de passageira em São Paulo - Foto: Reprodução/TV Globo

A Polícia Militar (PM) prendeu nesta terça-feira (22), um motorista de transporte por aplicativo por suspeita de estuprar uma passageira num motel e de roubar outra, em corridas diferentes, na Zona Leste de São Paulo. As informações são do portal G1.

O motorista de 38 anos, foi detido em flagrante pela PM após uma das vítimas, de 21 anos, compartilhar com uma prima a localização onde o veículo estava.

Após ter localização compartilhada, a prima da vítima acionou a PM, que prendeu o condutor, quando ele saia com a passageira do motel.

Em choque, a mulher relatou aos policias militares que o motorista desviou a rota da sua viagem, a levou ao motel e usou uma faca para ameaçá-la e obrigá-la a fazer sexo com ele.

Ainda de acordo com a passageira, o homem tentou fazer transferências bancárias com o celular dela para a conta bancária dele.

O suspeito foi levado ao 65º Distrito Policial (DP), Artur Alvim, onde acabou indiciado pelos crimes de estupro, extorsão mediante sequestro e cárcere privado. A faca usada no estupro foi apreendida.

O destino da vítima seria uma clínica de estética na Vila Carrão, na Zona Leste. Mas durante a viagem, o motorista mudou a rota da corrida.

“Assim que ele desviou o trajeto, que ele parou o carro, percebi alguma coisa estranha. E aí não deu mais tempo nem de pular do carro, nem de fazer qualquer outra coisa”, disse ao G1 a passageira vítima de estupro, que preferiu não ser identificada.

Ela relatou que o motorista a ameaçava constantemente com a faca.

“Ele pedia pra... falava que, se eu fizesse qualquer movimento, tentasse qualquer coisa, ia ficar ruim pra mim. Aí ele me mostrava a faca”, falou a passageira.

O sargento Rafael Martins, da PM, disse que a vítima foi salva, graças ao compartilhamento da localização.

"A única coisa que a jovem conseguiu fazer foi compartilhar a localização do celular em tempo real com a prima. E foi assim que a Polícia Militar a salvou”, disse o oficial da PM.

O militar relatou que no local, encontraram a vítima no carro em estado de choque no veículo do suspeito.

“Nós fomos até o local. Chegando lá, nos deparamos com o veículo, realizamos a abordagem do veículo e o indivíduo saiu de dentro do veículo. A princípio, informou que era Uber. Quando nós abrimos a porta do passageiro, nós visualizamos a vítima em estado de choque”, falou o policial militar.

Ainda de acordo com os policiais militares que atenderam a ocorrência, o motorista também vai responder por roubo já que foram encontrados com ele sacolas de outra passageira que ele havia roubado horas antes.

Segundo a PM, uma adolescente de 17 anos tinha pego uma corrida com ele saindo do Shopping Anália Franco, na Zona Leste. A garota notou que o homem estava tendo um comportamento estranho, mudando o trajeto do caminho. Desconfiada, ela abriu a porta e pulou do carro do motorista.

“Ele tinha cometido um roubo da primeira vítima. E essa primeira vítima conseguiu pular do veículo com ele em movimento. E ela que fez o primeiro acionamento via [telefone] 190, no Copom [Centro de Operações da Polícia Militar], para nós”, falou o sargento Rafael.