Motorista enfrenta lentidão na volta do feriado para São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Motoristas enfrentam trechos com trânsito lento na maioria das rodovias de acesso à cidade de São Paulo, na tarde desta terça-feira (15), na volta do feriado prolongado de Proclamação da República.

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) estimou em 4 milhões de veículos nas principais estradas de São Paulo desde a última sexta-feira (11), quando a capital paulista registrou recorde de congestionamento no ano, com 404 km de lentidão às 17h, por causa da chuva e da saída para o feriado.

Na rodovia dos Imigrantes, que liga São Paulo à Baixada Santista, por volta das 15h havia trânsito intenso do km 56 ao km 46, por causa do alto fluxo de veículos.

Segundo a concessionária Ecovias, o sistema Anchieta-Imigrantes terá operação subida até a 1h desta quarta-feira (16), com oito faixas sentido São Paulo e duas rumo ao litoral.

Na volta do litoral norte, há trânsito lento na rodovia Carvalho Pinto, do km 92 ao km 79, entre São José dos Campos e Jacareí.

Na rodovia dos Tamoios, que liga Caraguatatuba, no litoral norte, a São José dos Campos, há trânsito intenso, mas sem incidentes, segundo a concessionária Tamoios. O mesmo acontece na rodovia Ayrton Senna.

Na rodovia Presidente Dutra há vários trechos com anda e para sentido São Paulo. O motorista deve ficar atento no km 214, em Guarulhos, na região metropolitana, por causa de obras na pista marginal.

A Dutra tem trânsito intenso em Aparecida, São José dos Campos e Taubaté.

Na Castelo Branco, havia lentidão, por volta das 15h30, na região de Araçariguama, do km 43,5 ao km 33,5, por causa de um acidente. No restante da estrada o trânsito estava normal, segundo a concessionária CCR ViaOeste.

Na rodovia dos Bandeirantes, neste mesmo horário havia dois trechos congestionados, do km 56 ao km 53, em Jundiaí, e na chegada à capital paulista, do km 16 ao km 13.

No trecho paulista da Fernão Dias, um acidente no km 929,5, em Itapeva, interdita a faixa da direita e o acostamento no sentido São Paulo, provocando três quilômetros de congestionamento.

Na Régis Bittencourt, o tráfego era intenso na região metropolitana, sentido São Paulo, do km 287 (Itapecerica da Serra) ao km 279 (Embu das Artes/SP), devido ao alto fluxo no acesso ao rodoanel.

Quem circula na capital paulista, porém, tem vias tranquilas. De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a maior dificuldade é na avenida dos Bandeirantes, na zona sul, com 2,9 km de lentidão para quem segue da rodovia dos Imigrantes para a marginal Pinheiros.