Motorista que levava ex-BBB Rodrigo Mussi foi 'imprudente', conclui polícia de SP

Polícia de São Paulo concluiu que motorista de app que dirigia o veículo onde estava Rodrigo Mussi foi
Polícia de São Paulo concluiu que motorista de app que dirigia o veículo onde estava Rodrigo Mussi foi "imprudente". (Foto: Colagem/Yahoo Notícias)

A Polícia Civil de São Paulo concluiu o inquérito sobre o acidente de trânsito envolvendo o ex-BBB Rodrigo Mussi, na capital paulista, no dia 31 de março. Na apuração, a polícia constatou que o motorista de aplicativo Kaique Reis, de 24 anos, foi "imprudente".

A investigação, conduzida pelo delegado Júlio César dos Santos Geraldo, indicou que o motorista foi "imprudente" e apontou "excesso de jornada de trabalho não fiscalizada pelo aplicativo de transporte individual".

Após o acidente, Rodrigo chegou a ficar internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital das Clínicas de São Paulo, de onde recebeu alta quase 20 dias depois. 

O caso foi considerado gravíssimo, e Rodrigo precisou passar por uma cirurgia na cabeça e duas na perna por conta das lesões sofridas com o impacto.

Segundo a polícia, durante vários dias o motorista cumpriu longas jornadas de trabalho. Kaique não foi indiciado porque lesão corporal culposa é considerado um crime de menor potencial ofensivo, foi o que informou a polícia.

Em depoimento, o motorista disse que cochilou ao volante antes de colidir com o caminhão na Marginal Pinheiros, entre as pontes Cidade Universitária e Eusébio Matoso, na região do Butantã. Após ser ouvido pela polícia, na época do acidente, ele foi liberado.

O condutor foi autuado no 51º Distrito Policial (DP), Rio Pequeno, por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor (quando não há a intenção de causar o acidente). Kaique responde ao crime em liberdade.

Ainda de acordo com o G1 o inquérito, agora concluído, já está na Justiça e agora o Ministério Público deve se manifestar.

Um vídeo gravado por câmera de segurança mostra o momento do acidente. De acordo com policiais, no momento da batida do carro com o caminhão, a suspeita é a de que Rodrigo não estaria usando cinto de segurança no banco traseiro.

Já Rodrigo, após quase um mês de internação no Hospital das Clínicas, teve alta no dia 28 de abril. Após a alta, ele iniciou uma nova etapa de sua recuperação na Rede de Reabilitação Lucy Montoro, que é referência no país no uso de terapias com alta tecnologia que envolvem robótica.

Pelas redes sociais, a família do ex-BBB agradeceu o atendimento recebido que, segundo o irmão Diogo Mussi, é "de primeiro mundo".

Embora ainda apresente algumas falhas de memória e dificuldade na fala, os parentes afirmam que o ex-BBB está se recuperando muito bem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos