Motorista surpreende namorada com pedido de casamento dentro de ônibus em Petrópolis

Com o Dia dos Namorados se aproximando, o clima de romance inspirou Fabiano José Vieira, de 46 anos, a fazer um pedido de casamento inusitado para a namorada: ele se ajoelhou dentro do ônibus executivo da linha 010, que vai do Terminal Bingen ao centro de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, mostrou as alianças e ouviu o tão esperado "sim". O detalhe importante é que Fabiano é motorista e estava dirigindo o veículo até que, de surpresa, sem ninguém esperar, estacionou o ônibus e correu até Mayara Munstein, de 33 anos, para fazer o pedido especial.

– Na entrada do Manoel Torres, parei o ônibus em um local propício, liguei o alerta do coletivo, pedi licença aos passageiros, ajoelhei mostrando as alianças e a pedi em noivado, prometendo honrar, respeitar e ser fiel até o último dia da minha vida – explicou o motorista.

A declaração foi rápida para não atrasar a viagem dos outros passageiros. Mas a verdade é que ninguém se incomodou, muito pelo contrário. Franciane de Souza, de 40 anos, estava dentro do ônibus e registrou o momento.

– Mesmo não conhecendo o casal, decidi gravar essa cena linda, que ficará para sempre como recordação para eles – contou a estudante, que ia para o centro de Petrópolis.

O local do pedido não foi escolhido à toa. Fabiano e Mayara se conheceram dentro da linha 010, há um ano e sete meses. Foi ali que tudo começou.

– Entendi o que é o amor e a paixão no dia em que conheci a Mayara. Desde então, a cada dia que passa, tenho a certeza absoluta de que encontrei a mulher da minha vida – afirmou Fabiano.

Mayara é estagiária de Pedagogia e tem uma filha de 6 anos do primeiro casamento. Ela disse que ficou surpresa com o pedido, mas muito feliz e emocionada:

– O Fabiano é muito romântico. Até agora tenho palavras para descrever aquele momento. Ele me fez sentir a pessoa mais amada do mundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos