Mourão diz não ter sido convidado por Bolsonaro para churrasco e brinca: 'R$ 70 tá muito caro'

Gustavo Maia
O vice-presidente, Hamilton Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão disse na tarde desta sexta-feira que não foi convidado para o churrasco que o presidente Jair Bolsonaro anunciou para este sábado, no Palácio da Alvorada, depois de participar de uma reunião e um evento ao lado dele, no Ministério da Defesa. Rindo, Mourão comentou que a taxa de participação para custear o encontro, de R$ 70, está muito cara.

— O presidente ainda não falou comigo sobre o churrasco. E tá caro, R$ 70 tá muito caro — declarou o vice-presidente.

Contrariando as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do próprio Ministério da Saúde, Bolsonaro contou a jornalistas, na quinta-feira, que planeja fazer um churrasco na residência oficial. Segundo o presidente, o evento deve contar com 30 convidados e pode ter um jogo de futebol com a participação de ministros e servidores. E os participantes terão que aderir a uma “vaquinha”.

— Estou cometendo um crime. Vou fazer um churrasco no sábado aqui em casa. Vamos bater um papo, quem sabe uma ‘peladinha’, alguns ministros, alguns servidores mais humildes que estão do meu lado — afirmou. — Vai ter vaquinha de R$ 70. Não vai ter bebida alcoólica senão a primeira dama coloca todo mundo para correr — complementou.