Mourão diz que ditadura foi autoritária por 10 anos

Vice reconheceu autoritarismo no regime militar durante a vigência do AI-5 (Foto: Fátima Meira/Futura Press)

O vice-presidente, general Antônio Hamilton Mourão (PRTB), afirmou nesta quarta-feira (13) que a ditadura militar foi autoritária por 10 anos, enquanto esteve em vigência o AI 5 (Ato Institucional nº 5) no Brasil. As informações são do portal UOL.

RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO NO SEU WHATSAPP

O período do regime militar durou de 1964 até 1985. Apesar das declarações reconhecendo o autoritarismo, Mourão afirmou que prefere se referir ao período como “governo de presidentes militares”.

O AI 5 foi decretado pelo ex-presidente general Costa e Silva em dezembro de 1968 e teve seus efeitos extintos pelo ex-presidente general Ernesto Geisel em outubro de 1978. Esta passou a vigorar a partir de 1º de janeiro de 1979.

Leia mais
Exército vai atuar onde membros do PCC ficarão

“Em 1964, outra ruptura. Na esteira da Guerra Fria, na esteira da luta contra o movimento comunista internacional, cai o governo do presidente João Goulart e entramos naquele período em que uns chamam de ditadura militar. E eu prefiro chamar de governo de presidentes militares. Governo autoritário, autoritário sim. Exerceu isso por meio do AI 5 durante praticamente 10 anos. O resto deste período foi sem instrumentos de exceção”, declarou, em palestra realizada em Brasília, segundo o UOL.

“Esse regime termina em 1985 e gostaria que as senhoras e os senhores notassem que foi a única mudança de regime de nosso país feita de forma ordeira e normal. Todas as outras mudanças foram por meio de ruptura não democrática. Então, foi um regime que se autoextinguiu, o regime dos generais, digamos assim”, complementou.