Mourão é vacinado contra covid-19 com a Coronavac

Anita Efraim
·2 minuto de leitura
Hamilton Mourão recebeu a primeira dose da Coronavac nesta segunda-feira (29) (Foto: Reprodução)
Hamilton Mourão recebeu a primeira dose da Coronavac nesta segunda-feira (29) (Foto: Reprodução)
  • Hamilton Mourão foi vacina contraa covid-19

  • Imunizante aplicado foi Coronavac, produzido pelo Instituto Butantan e pela Sinovac

  • João Doria parabenizou o vice-presidente

O vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19. Ele relatou que recebeu o imunizante Coronavac, desenvolvido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

"Hoje fiz minha parte como cidadão consciente e recebi a primeira dose da vacina contra a COVID-19 (Coronavac). Espero que, em breve, o maior número possível de vacinas chegue à população brasileira", escreveu Mourão nas redes sociais.

Leia também:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), parabenizou Mourão por ter se vacinado. "Excelente notícia, General Mourão. Parabéns! Tomou a vacina do Butantan. Viva a vacina! Viva a vida!", escreveu.

Mourão já havia dito que se vacinaria quando fizesse parte do grupo indicado. Havia dúvidas se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) iria se vacinar. Pessoas próximas ao presidente tentam convencê-lo a tomar o imunizante e, por isso, ele teria se convencido. Em diversas ocasiões, Bolsonaro disse que não tomaria "a vacina chinesa" e questionou a eficácia da Coronavac.

Mãe de Bolsonaro tomou Coronavac

A mãe do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Olinda Bonturi Bolsonaro, foi imunizada com a segunda dose da Coronavac no início de março. Embora o chefe do Executivo tenha tentado provar durante sua live que a matriarca recebeu a vacina de Oxford, duas informações presentes no comprovante de vacinação indicam que a idosa tomou a dose do Butantan.

Apesar de o cartão exibido por Bolsonaro apontar “Oxford” como fabricante, o número do lote indica que a vacina aplicada é a CoronaVac. No site do Instituto Butantan, o lote 200278 foi um dos dezesseis da Coronavac que receberam autorização emergencial da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em 22 de janeiro.

Já os lotes da vacina de Oxford distribuídos pela Fiocruz para o estado de São Paulo, segundo site do Ministério da Saúde, são o 4120Z004 e o 4120Z004.