Mourão sobre CPI da Petrobras: “Não vai nem andar”

Vice-presidente Hamilton Mourão acredita que CPI da Petrobras não deve progredir (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
Vice-presidente Hamilton Mourão acredita que CPI da Petrobras não deve progredir (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Resumo da notícia

  • Hamilton Mourão acredita que CPI da Petrobras não vai andar

  • Segundo vice-presidente, motivo é o calendário eleitoral

  • Ideia de abrir CPI para investigar a Petrobras foi do presidente Jair Bolsonaro

O vice-presidente, Hamilton Mourão, afirmou que dificilmente uma CPI da Petrobras irá prosperar no Congresso. Segundo Mourão, o momento político não permite que a comissão parlamentar avance, em função da eleição.

“Eu acho que não vai nem andar isso aí, né? Não tem nem tempo. Nós estamos aí já em fase quase eleitoral, vamos falar assim. Em mais um mês e meio, inicia-se a campanha eleitoral. Então, acho difícil que uma CPI vá andar neste momento”, declarou Mourão ao falar com jornalistas nesta segunda-feira (20).

A sugestão de instaurar a CPI foi do presidente, Jair Bolsonaro (PL), ao reclamar sobre os aumentos de preços dos combustíveis no país.

A Petrobras informou, nesta segunda-feira (20) que José Mauro Coelho pediu demissão do cargo de presidente da empresa.

"A nomeação de um presidente interino será examinada pelo Conselho de Administração da Petrobras a partir de agora", disse a companhia.

Sobre a troca no comando da Petrobras, Hamilton Mourão afirmou que as mudanças cabem ao Conselho de Administração. “Isso aí tem que ser votado no Conselho de Administração. Então, não é desse jeito, né? Isso tudo são opiniões. Hoje é um tumulto de opinião geral.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos