Movimentos populares vão marchar por prisão de Bolsonaro em Brasília

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Movimentos populares vão marchar, na manhã deste domingo (1º), do estádio Mané Garrincha até o Palácio do Planalto, em Brasília, para acompanhar a posse de Lula (PT) como presidente. Cerca de 10 mil pessoas são esperadas, segundo a Central de Movimentos Populares (CMP), uma das organizações que coordena a ação.

Ao longo do percurso, os militantes vão pedir a prisão de Jair Bolsonaro (PL) e o fim do orçamento secreto e do teto de gastos. Vão defender também a taxação de grandes fortunas e a participação popular no governo Lula para que sejam concretizadas políticas públicas a fim de tirar o Brasil do mapa da fome, combater a desigualdade e gerar emprego.

"Falta pouco para colocarmos a faixa de presidente no Lula. Com ele no comando do país, renasce a nossa esperança de termos um Brasil mais justo, com oportunidades para o povo, especialmente para quem mais precisa de atenção do governo. Não tenho dúvidas de que os movimentos populares terão papel fundamental na reconstrução desse país", diz o coordenador nacional da CMP, Raimundo Bonfim.