MP do Rio denuncia ex-marido por assassinato de juíza na véspera de Natal

O Globo
·2 minuto de leitura
Reprodução

RIO - O Ministério Público do Rio denunciou à Justiça o engenheiro Paulo José Arronenzi pelo assassinato de sua ex-mulher, a juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi. O crime aconteceu na véspera de Natal. Arronenzi foi preso em flagrante, logo depois do crime, acusado de tê-la matado a facadas na frente das três filhas do casal, que têm entre 7 e 9 anos. De acordo com a denúncia, o crime foi motivado pelo inconformismo do acusado com o término do relacionamento, especialmente pelas consequências financeiras do fim do casamento na vida do engenheiro.

O MP também pediu a Justiça que o engenheiro seja condenado ao pagamento de indenização pelos danos materiais e morais causados à família da vítima, em valor a ser apurado no curso do processo. A denúncia vai ser analisada pela 3ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio.

Para a Promotoria, trata-se de um homicídio quintuplamente qualificado. As qualificadoras, que podem levar ao aumento da pena em caso de condenação são: feminicídio, ou seja, a vítima foi morta em razão da sua condição de sexo feminino; o crime foi praticado na presença física de três crianças; o assassinato foi cometido por motivo torpe, já que o acusado a matou por não se conformar com o fim do relacionamento; o crime foi cometido por um meio que dificultou a defesa da vítima, atacada de surpresa quando descia do carro enquanto levava filhas ao encontro do ex-marido; e o meio cruel utilizado, uma vez que as múltiplas facadas no corpo e no rosto causaram intenso sofrimento à vítima.

Viviane foi morta enquanto entregava as filhas para passar a noite de Natal com o pai. A juíza chegou a comprar presentes para as crianças entregarem. ao ex-marido. Havia, um mês atrás, dispensado uma escolta cedida pelo Tribunal de Justiça do Rio para protegê-la de Paulo José, que a ameaçou de morte em setembro, após empurrá-la. O engenheiro está preso em Bangu 8, no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio.