MPRJ recorre de sentença de envolvidos no caso Marielle

·1 minuto de leitura

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) recorreu da sentença do caso Marielle Franco e Anderson Gomes contra o sargento reformado da PM Ronnie Lessa e outros quatro denunciados por obstrução das investigações. A finalidade do recurso é aumentar as penas e modificar os regimes de cumprimento de prisão estabelecidos pela Justiça.

Elaine Pereira Lessa, Bruno Pereira Figueiredo, José Márcio Mantovano, vulgo Márcio Gordo, e Josinaldo Lucas Freiras, vulgo Djaca, foram condenados pelo Juízo da 19ª Vara Criminal da Capital a quatro anos de prisão, em regime inicial aberto, com a substituição do cárcere por medidas restritivas de direitos (prestação de serviço à comunidade e limitação de final de semana). Contra Ronnie Lessa, foi imposta prisão de quatro anos e seis meses de reclusão, em regime inicialmente fechado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos