MST emplaca nome na presidência na Conab e comemora após frustrações

*Arquivo* O ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, ao lado do deputado estadual Edegar Pretto, anunciado para a presidência da Conab. (Foto: Thaísa Oliveira/Folhapress)
*Arquivo* O ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, ao lado do deputado estadual Edegar Pretto, anunciado para a presidência da Conab. (Foto: Thaísa Oliveira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) comemorou o anúncio do deputado estadual Edegar Pretto (PT-RS) como novo presidente da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

Ele foi o nome indicado pelo MST para comandar a estatal, que era desejada pelo ministro da Agricultura, Carlos Fávaro (PSD), mas permaneceu no Ministério do Desenvolvimento Agrário, de Paulo Teixeira (PT).

O pai de Edegar, o ex-deputado federal Adão Pretto (1945-2009), foi um dos fundadores do MST no Rio Grande do Sul, e o filho manteve-se próximo do movimento ao longo de sua trajetória política, ainda que não seja militante.

A escolha dele para o comando da companhia de alimentos colocou fim a frustrações que o MST com nomeações do início do governo Lula (PT).

Como mostrou o Painel, o movimento tentou emplacar nomes para o comando do Ministério de Desenvolvimento Agrário e da Secretaria-Geral da Presidência, mas não teve sucesso, ainda que as escolhas de Teixeira e Márcio Macêdo tenham sido vistas como positivas.

Nesta sexta-feira (6), Pretto disse que a empresa vai retomar os estoques públicos de alimentos para combater a fome e estabilizar os preços.