Pais prendem filho por 30 anos na China por acreditarem que estava possuído

Xangai (China), 30 abr (EFE).- Um homem de 39 anos permaneceu trancado em sua casa na China durante mais de três décadas porque seus pais acreditavam que ele estava possuído por espíritos, informou neste domingo o jornal independente "South China Morning Post".

Os pais explicaram à imprensa que o homem quando era menino se "transformou" depois que fugiu de casa aos 6 anos e foi levado por um desconhecido para um local onde ocorria a prática de exorcismo.

Depois que voltou para casa, o menino contou o que havia ocorrido para sua mãe e ela e seu esposo decidiram trancá-lo porque ele começou a correr pelas ruas e a comer a comida dos vizinhos.

A família residia no município de Beihai, na província de Guangxi, no sul de China, um país onde ainda não há muito conhecimento generalizado sobre doenças mentais.

Recentemente, circulou na internet um vídeo que mostrava o homem gritando através de uma janela com grades. "O homem, de rosto pálido e corpo magro, vivia em um quarto escuro e úmido", segundo o "South China Morning Post".

A mãe explicou que ela e seu esposo cuidavam das necessidades quotidianas de seu filho, mas não tinham outra alternativa além de mantê-lo trancado em casa.

Profissionais de saúde de um hospital local e de um centro psiquiátrico compareceram à residência dos pais para resgatar o homem e agora se encarregam de seus cuidados. EFE