Mudanças climáticas: Depois da Europa, EUA vive segundo dia de incêndios violentos

Getty Images via AFP - JUSTIN SULLIVAN

Um incêndio em massa que vem assolando uma floresta da Califórnia desde sexta-feira continua a se espalhar neste domingo (24), causando a evacuação de milhares de pessoas, no contexto de uma severa onda de calor que afeta dezenas de milhões de norte-americanos em todo o país.

O incêndio, apelidado de Oak Fire, está se espalhando perto do Parque Nacional de Yosemite e de suas famosas sequoias gigantes. O fogo "cresceu significativamente na porção norte, avançando mais para a Floresta Nacional da Serra", de acordo com um boletim deste domingo (24) do Departamento de Silvicultura e Proteção contra Incêndios da Califórnia.

O incêndio, que foi combatido por cerca de 2.000 bombeiros, já queimou pelo menos 5.500 hectares de floresta, destruiu 10 propriedades, danificou outras cinco e ameaça mais de 2.500 hectares, disse uma porta-voz do departamento.

Mais de 6.000 pessoas, a maioria vivendo em comunidades pequenas e de alta altitude, já haviam sido evacuadas até sábado, de acordo com outro porta-voz dos bombeiros da Califórnia, citado pelo jornal Los Angeles Times. Um estado de emergência foi declarado pelo governador do estado, Gavin Newsom.

Yosemite Park, um dos parques mais famosos do mundo, já havia sido atingido por um incêndio em meados de julho, com chamas que ameaçavam suas gigantescas sequoias.

Nos últimos anos, o oeste norte-americano já sofreu incêndios florestais de tamanho e intensidade excepcionais, com um acentuado alongamento da temporada de incêndios, fenômeno que os cientistas atribuem às mudanças climáticas.

Onda de calor

"O Oak Fire é uma das manifestações mais dramáticas da onda de calor que afeta os EUA neste fim de semana no noroeste, centro e nordeste. Um mapa do Serviço Meteorológico Nacional (NWS) mostra uma enorme faixa do país, incluindo a Califórnia, todo o sul e depois grande parte da costa leste, afetada por temperaturas entre 37 e 43°C.

"Será extremamente opressivo, especialmente nas principais áreas metropolitanas de Washington a Nova York e Boston", escreveu a NWS no Twitter.

"Os cientistas vêm prevendo estes eventos extraordinários e catastróficos há décadas", disse o ex-vice-presidente norte-americano Al Gore, que ganhou um Prêmio Nobel da Paz em 2007 por seu compromisso com o clima.

"Hoje eles estão dizendo que se não pararmos de usar nossa atmosfera como um saco do lixo, e se não pararmos estas emissões de calor (gases de efeito estufa), as coisas vão piorar. Mais pessoas serão mortas e a sobrevivência de nossa civilização está em jogo", acrescentou Gore.

(Com informações da AFP)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos