Mudanças climáticas representam riscos para o mundo financeiro, diz Fed

·1 minuto de leitura
O Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos alerta para riscos das mudanças climáticas sobre a estabilidade econômica
O Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos alerta para riscos das mudanças climáticas sobre a estabilidade econômica

"As mudanças climáticas apresentam riscos significativos para a estabilidade financeira", alertou nesta segunda-feira (9) um dos dirigentes do banco central dos Estados Unidos, o Sistema de Reserva Federal (Fed), Lael Brainard, que pediu que esses perigos sejam avaliados e que se encontre uma resposta.

"É vital passar do reconhecimento dos riscos significativos que as mudanças climáticas representam para a estabilidade financeira para o estágio em que as consequências quantitativas desses riscos são devidamente avaliadas e enfrentadas", disse Brainard, cujo nome é citado na imprensa dos EUA por ser escolhido como secretário do Tesouro do presidente eleito Joe Biden.

Esses comentários ocorreram por ocasião da publicação do relatório semestral de estabilidade financeira, que levou em consideração, pela primeira vez, o impacto do aquecimento global sobre a economia.

Brainard lamenta a falta de transparência das empresas sobre os custos financeiros de sua exposição aos riscos associados ao aquecimento global. "Os mercados financeiros têm dificuldade em analisar e quantificar os riscos climáticos", ressaltou.

Furacões, tempestades, inundações, incêndios florestais "podem levar os investidores a revisar repentinamente sua percepção do valor de suas propriedades ou ativos financeiros", explicou Brainard.

"As mudanças climáticas adicionam um manto de incerteza e risco econômico que apenas começamos a incorporar em nossa análise de estabilidade financeira", afirmou o Fed em seu relatório.

jul/lo/la/dg/gma/ic